(versão PDF com imagens: Trabalhar as Energias.pdf)

 

 

Trabalhar as Energias

http://orgonite-portugal.com/

 

 

Estão aqui ferramentas para ajudar a manter o equilíbrio e fortalecer face às energias com que temos de lidar todos os dias. Isto implica esforço e dedicação, como tudo o que é importante na vida.

 

Obrigado ao Dr. Steven Smith (http://www.4quantumhealing.com/) e à Dooney (http://www.donebydooney.com/) por disponibilizarem livremente esta informação no seus sites. O Stevo é um especialista da saúde; a Dooney é uma terapeuta do corpo etérico/espiritual (aura, chakras, etc) e faz umas braceletes de cristais muito boas.

 

 


 

 

O Sopro da Vida

Dr. Steven Smith

 

 

 

O sopro mágico da vida começou no momento em que nasceste e vai continuar até que deixes este planeta. Respirar é tão primário à nossa sobrevivência neste planeta – e uma coisa que temos feito durante tanto tempo – que nem sequer pensamos conscientemente sobre isso. Toda a gente pensa que respira bem mas demasiadas pessoas respiram de maneira deficiente. Isso cria uma grande quantidade de sintomas a nível físico, mental e espiritual. Muita da nossa saúde espiritual e física depende da maneira como respiramos.

 

De todas as escolhas de vida que podes fazer para optimizar a saúde, tal como exercício e dieta, nenhuma tem tanto impacto, fisicamente e espiritualmente, como mudares a maneira COMO respiras. A respiração consciente é uma actividade simples que pode ser praticada mesmo por aqueles que não estejam em boa condição física. Embora eu use o termo “simples” para descrever esta actividade, eu não estou a dizer que é uma coisa fácil de fazer. A mente tende a distrair-se e a correr atrás das preocupações do dia-a-dia, mas se tiveres disciplina mental e dominares a respiração consciente podes melhorar muito a tua saúde.

 

 

 

Respiração Consciente

 

A respiração abastece o nosso corpo com oxigénio vital e o nosso espírito com prana, ou qi, a sua energia vital. Quando maximizas a tua respiração estás a maximizar o alimento, tanto do teu espírito como do teu veículo físico. Pela mesma lógica, as pessoas que estão sempre a respirar de maneira superficial não alimentam bem nem o corpo nem o espírito, e começam a definhar – tal como um pimento, sem água, começa a secar no ramo do pimenteiro. Se o teu objectivo é a melhor saúde possível, tanto física como espiritualmente, isso vai com certeza envolver a respiração consciente. Ter este conhecimento é como ter controlo de uma torneira que regula a quantidade de energia que entra no teu corpo e tu controlas esse fluxo quando decides, ou não, respirar fundo de maneira consciente.

 

Do ponto de vista emocional e mental, se estás com medo ou stressado sobre alguma coisa, a respiração consciente pode ser a maneira mais directa para te trazer de volta ao teu “centro”, onde readquires a paz do espírito e da mente. Afinal este é o objectivo que toda a gente procura – o estado em que o corpo está livre de dor e cheio de energia, e um sentimento de união com toda a Criação. Muitas pessoas vivem num estado constante de medo/ansiedade em vários graus e sentem uma tensão nas suas barrigas, o terceiro chakra, e um sentimento de estarem separadas de tudo o que as rodeia. Isto pode ser aliviado através do respirar consciente.

 

O principal é focares-te na respiração, lembrares-te de quem és como espírito e não te distraires com os desafios que aparecem a cada momento durante a tua viagem neste planeta. Se te distraires, volta a focar a tua atenção e continua a respirar conscientemente. Ninguém alcança um perfeito domínio disto logo à primeira tentativa. Isto é mais como aprender a tocar o piano: quanto mais se pratica, melhor a técnica se torna. No caso da respiração consciente, o domínio desta técnica leva ao crescimento espiritual e à saúde física. Ajuda a manter uma quase constante paz do espírito e do coração, e mantém-te longe de pensamentos e emoções negativas que pudessem tomar parte na criação da tua realidade. Se queres elevar a tua vibração a níveis mais altos, começa por praticar respiração consciente e concentra-te em abrir o teu coração incondicionalmente a toda a vida, por todo o lado.

 

Se não tens a certeza se respiras superficialmente ou não, começa por prestar atenção à tua respiração. Ter a consciência das coisas é o primeiro passo para a mudança. Se vires que respiras de maneira superficial, compromete-te a mudar. Talvez querias dar a ti próprio a autorização, em voz alta ou por escrito, de que podes experimentar a respiração consciente. Se não tens a certeza se a tua capacidade de respiração é adequada ou não, pega numa fita métrica e mede à volta do peito (à altura dos mamilos) sem apertar a fita com força. Expira completamente o ar, tira a medida, e mede outra vez quando inspiras ao máximo. A diferença entre o máximo de expiração e o máximo de inspiração deve ser entre 5-10 cm nos adultos. Se a tua caixa torácica não consegue expandir pelo menos nessa medida, tu não vais ser capaz de encher adequadamente os teus pulmões, porque estes só se podem expandir tanto quanto a caixa torácica deixar. Há maneiras rápidas e de efeito duradouro para se melhorar o funcionamento da caixa torácica. Estás à vontade para me contactar (Dr. Steven Smith http://www.4quantumhealing.com) se precisares de ajuda com isto. Há muitas técnicas de respiração que ensino aos meus clientes.

Com as técnicas seguintes já pode começar a fazer respiração consciente.

 

 

 

Exercício 1

 

A respiração consciente (respiração ioga) pode ser feita em qualquer posição, em praticamente qualquer altura e qualquer sítio, sendo um tónico ideal de rápido efeito para que voltes a encontrar o teu centro. Pode ser feito mesmo no meio de um dia agitado, o que dá jeito a muita gente.

 

Endireita as costas, relaxa o corpo e expira. Agora, empurra a tua barriga para fora enquanto começas a inspirar. Isto dá mais espaço ao diafragma para descer, o que deixa os pulmões encherem-se mais. Depois de teres empurrado ao máximo a tua barriga para fora, inspira pelo peito; isto é: expande a tua caixa torácica ao máximo. A seguir, força a inspiração a ser ligeiramente maior; depois aguenta o ar durante 2 ou 3 segundos para evitar a hiperventilação. O processo faz-se ao contrário para a expiração: primeiro, mantendo a barriga para fora, contrai a caixa torácica. Quando a caixa torácica estiver completamente contraída, contrai depois os músculos abdominais para acabar a expiração. Repete tantas vezes quantas quiseres para te sentires com mais energia e optimismo.

 

 

 

Exercício 2

 

Este conjunto de exercícios ajuda a descontrair os músculos do pescoço e ombros que estejam sobrecarregados e espásticos. Quando se dá uma massagem a alguém é com naturalidade que se começa por esta área, pois a maior parte das pessoas concentram nesta área o seu stress e precisam de ajuda para aliviar esta parte dos seus corpos.

 

Põe-te de pé com os pés à mesma distância um do outro que os ombros têm um do outro. Centra a tua bacia um pouco “à frente” dos calcanhares para que te sintas “mais leve”. A maior parte das pessoas põe demasiado peso na parte da frente dos pés e assim fazem com que os seus corpos se inclinem para a frente. Isto causa esforço extra nos músculos da espinha que têm de trabalhar mais do que seria necessário se tivessem uma postura equilibrada. Põe os braços cada um para seu lado e paralelos ao chão. A palma esquerda deve estar virada para o céu, a palma direita virada para a terra. Coloca a ponta da língua na pequena saliência (o “cume”) do céu-da-boca que está por detrás dos dentes da frente. Quando este ponto de acupunctura é tocado com a ponta da língua, liga os seis meridianos yin com os seis meridianos yang e ajuda a passar o qi por todo o sistema de acupunctura, dando-te bastante energia durante o processo de respiração consciente.

 

Inspira de maneira VIGOROSA e RÁPIDA pelo nariz, e expira da mesma maneira pelo nariz. Faz isto 10 vezes, deixando passar tempo suficiente entre cada respiração para que NÃO comeces a hiperventilar e caias. A seguir repete o mesmo padrão, só que expirando pela boca em vez do nariz. Mantém a ponta da língua no cume do céu-da-boca tal como dantes. Deixa os lábios totalmente relaxados (ao oposto do que quando assobias) para que quando forces o ar a escapar-se, este passe à volta da língua e entre os lábios. Faz isto 10 vezes, de maneira a deixar tempo suficiente entre cada respiração para evitar a hiperventilação. A seguir senta-te, com a parte superior do corpo flexionada de maneira a que os braços estejam entre os joelhos, e toca nos pés. As pontas dos dedos devem tocar por baixo da planta do respectivo pé e os polegares devem estar por cima do arco do respectivo pé, virados para fora do corpo. Coloca a ponta da língua mais uma vez no cume do céu-da-boca e faz 10 respirações LENTAS e PROFUNDAS, inspirando e expirando pelo nariz. Se a tua caixa torácica estiver sem problemas, deves sentir um melhoramento depois de respirar assim 30 vezes.

 

 

 

Exercício 3

 

Outro maravilhoso exercício de respiração que ajuda a corrigir problemas com a postura, a expandir a caixa torácica e a lutar contra os efeitos da gravidade é o seguinte:

 

Põe-te de pé, com os braços descontraídos ao lado do tronco. Depois inspira profundamente, e ao mesmo tempo que inclinas a cabeça para trás, estica os braços para trás com as mãos abertas e as palmas viradas para fora. Imagina que estás a tentar que ambas as costas das mãos se toquem. Expira enquanto regressas à posição inicial. Fazer 10 vezes – devagar. Se estás a começar a sentir tonturas é porque estás a fazer as coisas demasiado depressa. Faz pausas entre respirações para evitar a hiperventilação.

 

As pessoas que sofrem por inspirar pouco oxigénio devido a lesões que nunca sararam completamente podem levar mais tempo até começarem a sentir os efeitos benéficos destes exercícios. Se não estás a sentir nenhuns melhoramentos, lembra-te de medir a diferença no peito entre a inspiração e a expiração. Se não houver uma diferença de pelo menos 5-10 centímetros, estes exercícios só te vão dar benefícios limitados. Tal como quando o filtro de ar do teu carro fica sujo com o passar do tempo, deixa de haver oxigénio disponível para, juntamente com a gasolina, fazer a combustão no motor. Consequentemente a performance (e eficiência de consumo) vai decrescer até que se substitua o filtro do ar e o motor comece assim a ser fornecido de oxigénio nos níveis que devia. Portanto se a tua caixa torácica está com problemas em expandir como devia, telefona-me e eu vou ajudar-te a respirar da maneira correcta, para uma melhor saúde física e espiritual!

 

 


 

 

Exercícios etéricos

Dooney

 

 

 

Estes exercícios estão aqui para servirem de guia à “manutenção” do teu espaço energético e para que desenvolvas as capacidades psíquicas. É importante adaptar estes exercícios às tuas próprias necessidades se sentires que deves fazê-lo. Não há uma maneira única de fazer estas coisas, por isso eu encorajo as pessoas a fazer as suas próprias experiências. As únicas coisas que nunca mudam são: enviar energia do chakra do coração e preencher sempre o teu espaço com a tua própria energia. Divirte-te!

 

 

 

A Importância da Ligação com a Terra.

 

Apercebi-me há já algum tempo que não há quase nada que seja mais importante e básico que podemos fazer enquanto seres etéricos do que o exercício de Ligação à Terra. Em cada sessão de treino que dou e cada sessão de chat em que participo, dou por mim a dizer às pessoas para fazerem/manterem a sua Ligação com a Terra. À medida que o planeta eleva a sua frequência isto está a tornar-se fundamental.

 

Acredito que fazer estes exercícios de Ligação é manter literalmente uma importantíssima conectividade etérica com a Terra. Faz parte do nosso estado natural estarmos ligados ao planeta, tanto física- como etéricamente. Mantém-nos cheios de energia, mantém o nosso espírito e corpo integrados e permite-nos realizar o nosso potencial como seres humanos. É tão básico como lavar os dentes todos os dias, tomar duche, e comer!

 

É fácil e não demora muito tempo. Vai ajudar-te a seres mais perspicaz, a não seres atacado etéricamente, vai manter-te focado, alerta, neutro, completo. Acho que não consigo encontrar adjectivos suficientes. Se estás com problemas em fazer Ligação à Terra, tenta pôr os teus pés (sem meias nem calçado) directamente na terra. Poderás também precisar que trabalhem os teus chakras – se for esse o caso, marca uma sessão comigo (dooney@donebydooney.com) ou arranja alguém que te ajude.

 

Faz do exercício de Ligação à Terra um hábito. Faz disso uma segunda natureza. Fá-lo automaticamente. Quando acordas, antes de dormir, no carro, ao pé de outras pessoas, quando estás cansado, zangado, triste, feliz. Ensina alguém a fazê-lo. Presta atenção aos animais… a ligação deles com a Terra normalmente é pura e natural.

 

Fazer a Ligação à Terra é ter amor-próprio. É tratares de ti. É reivindicares o teu direito como ser humano que nasceu e vive num planeta com o qual o seu corpo está sempre em perfeita ressonância. Fixe, não é?

 

 

 

Exercício Básico de Ligação à Terra

 

Esta não é a única maneira de fazer a Ligação, é apenas o método que aprendi e é um bom ponto de partida. Algumas pessoas têm outros métodos, e tu deves sentir-te à vontade para adaptar este exercício à tua própria energia. O mais importante é que estabeleças uma ligação com a Terra, lhe envies a energia que não é tua e que deixes a Terra transmutar essa energia de volta ao universo. Depois enche-te da tua própria energia.

 

1. Imagina um cordão que vai do teu osso do cóccix (o último osso na parte inferior da espinha dorsal) até ao centro da Terra. Este cordão tem a grossura igual ao tamanho do círculo que é formado quando tocas com a ponta do polegar na ponta do indicador. Eu normalmente vejo o cordão da cor azul-branca, como um relâmpago. Algumas pessoas veem o seu cordão em branco ou dourado. Usa qualquer cor com a qual te sintas confortável. Envia toda a energia que não te pertence para fora, através do cordão, até à Terra. Eu gosto de imaginar a energia estranha como partículas negras que vejo a fluir pelo meu corpo abaixo e para fora, conduzidas através do cordão de Ligação com a Terra.

 

2. Depois, imagina um pequeno sol acima da tua cabeça jorrando energia dourada para o teu corpo como se tu fosses um copo, enchendo-te desde os pés até à cabeça. Esta energia vem do teu oitavo chakra, que fica um palmo acima da tua cabeça. Este chakra é a tua ligação com o Criador, independentemente de como lhe queiras chamar.

 

3. Se quiseres limpar ainda mais o teu espaço, imagina uma esfera à volta do teu corpo, grande o suficiente para que possas esticar ambos os braços para fora, à altura dos ombros. Imagina que está um ralo com tampa no fundo dessa esfera. Puxa a tampa e deixa toda a energia que não é tua ir para fora da esfera e, seguindo pelo cordão de Ligação abaixo, continuar até ao centro da Terra. Volta a colocar a tampa no sítio. Depois deixa aquela energia dourada jorrar do oitavo chakra pelo corpo abaixo até começar a formar uma poça aos teus pés.

 

4. Continua a encher o teu corpo com a energia dourada – e enquanto esta energia vai jorrando do teu oitavo chakra para baixo, ela vai lentamente enchendo a esfera. Continua a fazer isto até que a esfera esteja completamente cheia. Não removas energia do teu espaço sem te voltares a encher com a tua própria energia. Se não preencheres o teu espaço com a tua própria energia, alguém o vai fazer com a energia dele.

 

Outra coisa que podes fazer assim que enches o teu espaço com energia no ponto 2 é irradiar essa energia dourada para fora do teu corpo até às sete camadas da aura. Isto é parecido com o encher da esfera no ponto 4 mas sente-se um pouco diferente. É uma boa maneira de te rodeares rapidamente com a tua energia limpa, especialmente se estás a ser atacado durante o sono. Também é divertido fazer isto em público e ver como reagem as pessoas. Normalmente há muitos sorrisos.

 

Eu reparei que muitas pessoas com as quais faço trabalhos têm chakras dos pés que estão “fechados”, por isso eles não conseguem fazer muito bem a Ligação com a Terra. Ainda que o cordão não passe nos pés, eu acredito que os chakras dos pés trabalhem em conjunto com o cordão de Ligação à Terra. Os nossos pés são a nossa ligação física com a Terra e eu acho que é por isso que os chakras dos pés têm um papel importante na Ligação Etérica com a Terra. Se estás com problemas em fazer estes exercícios de Ligação, tenta trabalhar os teus chakras dos pés. Imagina-os como flores que abrem as pétalas e vê-os rodando no sentido dos ponteiros do relógio.

 

O teu cordão de Ligação à Terra deve normalmente ser do tamanho do círculo que é formado quando juntas o polegar e o indicador. Se estás a tentar livrar-te de muita energia de uma só vez, podes imaginar esse cordão de Ligação como sendo muito maior. Penso que de vez em quando seria bom fazer um novo cordão de Ligação à Terra – simplesmente imaginas o velho cordão a cair para fora e um novo cordão a formar-se partindo do teu cóccix até ao centro da Terra.

 

 

 

A Técnica da Rosa

 

O Stevo (Steven Smith) ensinou-me a seguinte técnica, que aprendeu no Berkeley Psychic Institute:

 

Visualiza uma rosa, qualquer cor que queiras, e imagina que ela está a rodar à volta do teu corpo numa espiral, subindo desde os pés. Imagina que a rosa é como um vácuo e que está a remover toda a energia alheia (energia que não é tua) do teu espaço. Conforme a rosa vai subindo à volta do teu corpo, vê como escurece à medida que remove toda a energia alheia do teu espaço. Quando a rosa chega ao topo da cabeça, ela já está completamente escura.

 

Agora move a rosa para cerca de 6 metros de distância de ti para que esteja fora do teu espaço e imagina que explode, enviando toda aquela energia que retirou de ti de volta ao universo. Certifica-te que enches o teu espaço de novo com a tua mais alta energia criativa, vendo um sol dourado acima da tua cabeça, jorrando energia sobre o corpo.

 

Podes usar esta técnica da rosa de muitas maneiras diferentes. Por exemplo, se estiveres preocupado com alguma coisa, põe uma imagem dessa coisa que te preocupa dentro da rosa, move-a para fora do teu espaço e explode a rosa. Tu estás basicamente a tirar energia daquilo que te preocupa e a livrares-te dessa energia. Se estiveres assustado, zangado, deprimido, etc. podes usar a mesma técnica.

 

Lembra-te sempre de encher o teu espaço com a tua própria energia. Isto é de uma importância vital para que consigas manter o teu espaço limpo. O Stevo também disse que podes usar a técnica da rosa noutra pessoa, por exemplo se estiveres a fazer um tratamento energético. Usa a mesma técnica, só que imagina a rosa à volta do corpo da outra pessoa em vez do teu.

 

Divirte-te!

 

 

 

Um Simples Exercício para Sentir Energia

 

Este é um bom exercício básico para quem acha que não é sensível à energia e quer desenvolver essa habilidade.

 

Senta-te ou põe-te confortavelmente de pé e coloca as mãos à tua frente, palmas viradas uma para a outra, como se estivesses a segurar uma bola invisível com as mãos. Para começar, imagina que estás a segurar numa bola de basquete. Depois move as tuas mãos na direcção uma da outra até sentires alguma resistência. Essa resistência é a energia dos teus chakras das mãos – estão a fazer uma ligeira força de repulsão, da mesma maneira que fazem os ímanes.

 

Podes mover as tuas mãos para longe e depois para perto e continuar a repetir até começares a sentir a diferença na energia. Normalmente as tuas mãos vão querer parar num certo ponto e poderás ter a sensação de que estás a segurar nalguma coisa mais pequena, como uma bola de andebol. Parece que os chakras das mãos têm polaridades diferentes e é por isso que é fácil sentir a energia desta maneira.

 

Se não conseguires sentir energia nenhuma, tenta focar a tua atenção nos chakras das mãos e visualiza-os a iluminarem-se. Depois imagina que estás a segurar numa bola de luz e tenta o exercício mais uma vez. Isto é uma maneira muito fácil de mostrares a ti próprio que o sistema energético existe no corpo e que és capaz de sentir a energia. Mesmo as pessoas que insistem que não são sensíveis à energia podem senti-la durante este exercício.

 

 

 

O Exercício do Triângulo / Meditação da Pirâmide

 

Este exercício foi-me ensinado por Ryan McGinty, que lhe chamou Exercício do Triângulo. A Carol (Croft) disse-me que este exercício teve origem com o DB (Don Bradley). O que vais ler a seguir foi escrito pela Carol como post, no site Etheric Warriors, e estou a usá-lo aqui com a sua autorização. Portanto, obrigada aos três!

 

Nas palavras da Carol:

 

Este é um exercício que eu tento fazer todas as manhãs. Ajuda-vos a encontrar o equilíbrio e a ligarem-se com a Terra. Também vos ajuda a crescer espiritualmente. Estou a escrever isto para que seja uma ferramenta que todos possam usar quando seja preciso. Tem sido uma poderosa dádiva para mim e eu espero que seja também para vocês.

 

Meditação da Pirâmide / Exercício

 

Eu chamo a isto uma meditação mas na realidade é um exercício de limpeza. Visualiza uma bola de luz acima do teu Chakra da Coroa / topo da cabeça. Depois vai buscar energia a essa bola de luz e conduz essa energia para que fique cerca de 30 centímetros em frente do teu Chakra da Coroa e conduz essa energia a direito para que passe no Chakra da Coroa e depois directamente para cima até à bola de luz que está por cima de ti.

 

Vai buscar energia de novo à bola de luz e conduze-a 30 cm em frente do Chakra do Terceiro Olho / Sexto Chakra, trazendo-a depois a direito até que passe no chakra e depois conduz a energia directamente para cima, saindo pelo Chakra da Coroa e até à bola de luz.

 

Vai buscar energia à bola de luz, mais uma vez, e conduze-a em frente do Chakra da Garganta / Quinto Chakra, cerca de 30 cm. Depois trá-la a direito até que passe no Chakra da Garganta e depois directamente para cima, saindo pelo Chakra da Coroa até à bola de luz por cima do corpo.

 

Este processo repete-se com o resto dos chakras do corpo. O Chakra do Amor Incondicional (cerca de 5 cm acima do Chakra do Coração), o Chakra do Coração, o Chakra do Plexo Solar, o Segundo Chakra e o Chakra da Raiz ou Primeiro Chakra. Depois do Chakra da Raiz continua a fazer a mesma técnica com o ponto que fica entre os joelhos e depois com o ponto que fica cerca de 15 centímetros abaixo dos pés, terminando – como tem sido com cada chakra – com o conduzir da energia desde esse ponto a direito pelo centro do corpo até sair pelo Chakra da Coroa e se juntar à bola de luz acima da cabeça.

 

Depois disto tudo visualiza um vórtice acima da tua cabeça, girando pelos ponteiros do relógio. Vê este vórtice lentamente a descer pelo centro do teu corpo, e enquanto o faz, vê todo o lixo e energia que não é tua a ser empurrada para longe do teu corpo, devido à rotação do vórtice. Traz o vórtice giratório pelo corpo abaixo até cerca de 15 centímetros abaixo dos pés.

 

Depois visualiza que estás no topo de um corpo de água e pede aos golfinhos para te ajudar a limpar a tua energia/canais de ADN. Vais ver/sentir os golfinhos a entrar no teu corpo e a nadar até ao topo da tua cabeça. Depois eles saltam para fora do topo da cabeça e fazem uma pirueta, voltando a entrar, e nadam então até abaixo onde estão os pés, que é por onde saem. Podes contar os golfinhos conforme saltam pelo Chakra da Coroa e ver quantos “cordões” de ADN tens activos. Isto será diferente para todos, é normal. Individualmente estamos todos em níveis diferentes de evolução espiritual.

 

É melhor fazeres o exercício completo 3 vezes. A primeira vez que fiz isto fui surpreendida porque na terceira vez os golfinhos transformaram-se em Cristo e a luz que saía da minha coroa era muito forte. Poderás, ou não, passar pelo mesmo. De qualquer das maneiras vai ser uma experiência muito boa para ti. Penso que seria bom fazeres este exercício regularmente desde a primeira vez. Se o fizeres regularmente vais notar um grande salto nas tuas capacidades intuitivas. Eu uso esta técnica quando me sinto abalada ou quando estou sob ataque psíquico – este exercício traz-me logo para o centro de mim própria e eu sinto-me forte.

 

Bênçãos da Carol”

 

 

 

Testemunhos enviados à Dooney

 

Eu faço exercícios de Ligação à Terra com regularidade mas ultimamente tenho-me sentido como se a minha energia estivesse toda espalhada e sugada, assim como me tenho sentido um pouco deprimida e muito irritada. Depois, finalmente arranjei algum tempo para mim e fiz a meditação da pirâmide assim como pedi a uma pedra de selenita para me ajudar a limpar a minha aura e a minha energia no geral. Eu fiz isto e depois continuei o meu dia, esqueci-me de fazê-lo hoje de manhã e esta noite admirei-me de estar de repente a sentir-me tão cheia de energia, mas ainda assim calma e descontraída. Já antes tinha feito o exercício da pirâmide por duas vezes, mas para dizer a verdade não tenho muito tempo livre com um marido e um bebé de 8 meses que quer colar-se ao meu braço esquerdo. Eu só queria dizer que estou muito admirada com os efeitos deste exercício. Eu devia estar de rastos depois de um trabalho sobre a história da acupunctura para ser entregue amanhã e mais um teste, mas não estou.”

 

Eu também me lembro de alguém postar no EW (fórum Etheric Warriors) que fez este exercício durante três meses e sentiu as suas habilidades psíquicas muito mais fortes… Aí têm! Já agora, a selenita é muito boa para limpar a aura.

 

 

 

Aprendendo a conhecer o teu Eu-Superior

 

As pessoas perguntam-me “o que é o Eu Superior?”, “como entro em contacto com o meu Eu Superior?” e eu pensei em escrever um pouco sobre isso.

 

O teu Eu Superior és tu. Tal como a tua Criança Interior és tu. Eu sei, “Criança Interior” (em inglês: inner child) é uma palavra “New Age” mas neste caso faz sentido. Tu, a tua Criança Interior e o teu Eu Superior perfazem o triunvirato da experiência humana – há muitas coisas no nosso mundo que são baseadas no número três. Neste caso, são os três aspectos da tua existência:

 

a tua Criança Interior = Passado

 

Tu = Presente

 

o teu Eu Superior = Futuro

 

O teu Eu Superior é um pouco como um batedor, alguém que espreita “ao dobrar da esquina que vem a seguir” para ver o que te reserva o futuro. Já o vi a ser descrito como um pássaro que voa bem alto, capaz de ver muito bem lá de cima e que vigia uma boa porção do “terreno” por onde vais passar. Uma boa maneira de te ligares com o teu Eu Superior é imaginares um grande amigo, alguém que só quer o melhor para ti, alguém em quem podes confiar completamente. Este amigo vai velar sempre pelo teu interesse, mesmo que seja de uma maneira que tu, na altura, não consegues compreender.

 

Por isso fala com este amigo como o farias com qualquer outro amigo a quem estás a pedir conselhos. Não tens que falar alto, podes simplesmente imaginar a conversa com o teu amigo. Ajuda se estiveres bem ligado à Terra quando tentas comunicar com o teu Eu Superior para que a mensagem seja mais clara. Pode levar algumas tentativas até o conseguires fazer com naturalidade pois tens de confiar em ti próprio e em que estás a realmente a comunicar com o teu Eu Superior. Esta é uma das razões pelas quais eu estou sempre a insistir que façam exercícios de Ligação à Terra. Eu vejo sempre o meu Eu Superior a flutuar acima de mim nos meus chakras mais elevados que estão fora do corpo. A tua experiência pode ser diferente, claro.

 

Podes ligar-te à tua Criança Interior da mesma maneira. A Criança Interior é a parte mais pura de ti, guardião do teu passado e a chama sempre acesa que é a tua alma. Esta chama necessita de estímulo para continuar a arder com claridade. Eu às vezes convoco uma reunião com a minha Criança Interior e o meu Eu Superior e imagino nós os três de mãos dadas a irradiar amor. É muito simples e faz-me sentir muito bem.

 

Podes ter experiências diferentes quando te ligas à tua Criança Interior ou ao teu Eu Superior mas o mais importante é tentar. Eles estão à tua espera!

 

 

 

Como Remover Cordões de Energia

 

[Estes cordões de energia funcionam como arpões e são usados para nos destabilizar e fazer mais fracos. É também através deles que nos sugam a energia.]

 

Eu normalmente encontro cordões de energia agarrados aos chakras, no entanto eles podem estar em qualquer ponto do corpo. Se não tens a certeza se tens um cordão de energia ou não, pergunta ao teu Eu Superior. Isto poderá demorar algum tempo se não tens prática em comunicar com o teu Eu Superior. Eu detecto cordões de energia colocados em mim através de os sentir, mas tu poderás ter uma experiência diferente.

 

Assim que tenhas detectado um cordão de energia, imagina que o estás a cortar com uma faca, espada, tesoura, etc. Usa a ferramenta que te parecer melhor. Assim que o cordão for cortado, acende um fósforo e leva-o até à ponta do cordão, acendendo o cordão como se fosse uma mecha. Imagina essa mecha a arder o caminho todo até à sua origem e depois a explodir. Aprendi esta técnica com a Carol e funciona muito bem.

 

Se quiseres, antes de cortar o cordão envia energia por ele e vê onde ela vai ter. Podes enviar Energia Positiva através do cordão durante um bocado. Isto vai tornar os teus atacantes mais tímidos da próxima vez que quiserem por-te um cordão.

 

Depois de cortar o cordão, envia energia para o sítio do teu corpo onde o cordão estava agarrado. Envia também energia para a tua aura, no sítio por onde o cordão passava, pois vai lá estar um buraco.

 

Outra coisa que podes fazer para ajudar a cortar um cordão é imaginar uma rosa no ponto onde o cordão entra no teu espaço (etérico) e aspirar a energia do cordão para a rosa, mover a rosa fora do teu espaço e depois explodi-la. O Stevo aconselhou-me a fazer isto uma vez quando eu estava a ser severamente atacada no meu segundo chakra e resultou muito bem. Embora eu estivesse com muitas dores, consegui livrar-me de muita da energia que vinha para mim através desta técnica. Eu também estava a ser ajudada pela energia enviada pelo grupo de chat do EW, o que torna as coisas mais fáceis. Podes ler mais sobre a técnica da rosa numa secção anterior desta página.

 

Outra técnica útil é usar ametista que contém citrina, conhecida como ametrina. A Carol ensinou-me como esta combinação de pedras é ideal para cortar cordões. Nós temos uma catedral de ametista com 90 cm de altura que contém citrina e quando alguém me põe um cordão eu imagino-me lá dentro e os cordões caem imediatamente. Podes fazer o mesmo com uma ametrina que estejas a segurar na tua mão; imagina-te dentro da pedra e os cordões vão cair.

 

 

 

Como Quebrar Acordos Etéricos

 

Pode acontecer uma pessoa não se conseguir livrar de um certo tipo de energia ou situação de vida e esbarrar constantemente nos mesmos problemas. Este tipo de problema continua a voltar como um ciclo vicioso e sem a pessoa ser capaz de o resolver. Isto pode querer dizer que o seu espírito ou alma concordou em estar envolvido com essa questão por motivos de crescimento espiritual e a pessoa não vai conseguir passar esse ciclo até retirar o seu acordo com a situação. Para a maior parte das pessoas que passa por isso, estes acordos são subconscientes, às vezes até induzidos por hipnose, e não têm consciência deles.

 

O Stevo passou-me estas instruções fáceis de como quebrar acordos etéricos, também conhecidos como contractos, que poderão estar a dificultar o teu desenvolvimento.

 

1. Pergunta ao teu Eu Superior para te mostrar quaisquer acordos, para que os possas acabar.

 

2. Visualiza quaisquer contractos ou acordos à tua frente, como se fossem feitos de papel, e com a tua imaginação / intenção, enche-os com a tua energia do coração para trazê-los ao tempo presente.

 

3. Anuncia que estás a terminar os contractos, a partir deste momento, para todo o tempo, em todas as dimensões. Move os contractos para fora do teu espaço e destrói a imagem deles com chamas / dinamite. A técnica da rosa funciona bem para isto.

 

Às vezes uma pessoa pode assustar-se, por isso, se parecer uma coisa demasiado difícil, revê os 3 simples passos. Tudo que estás a fazer é tornares-te consciente de acordos que fizeste, trazer esses acordos para o tempo presente e destruir a ligação etérica a esses acordos. Algumas pessoas que são usadas e abusadas pela Nova Ordem Mundial podem encontrar literalmente centenas de acordos para quebrar, por isso, isto não é necessariamente um exercício para se completar numa só vez. Mantém-te em contacto com o teu Eu Superior para encontrares todos os acordos e quebrá-los conforme os encontras.

 

É preciso ter uma coisa em atenção, no que diz respeito a limpar o teu espaço: tornares-te consciente do problema retira por si só muita energia (ou peso) da situação. Se tens algumas questões sobre este processo podes enviar-me um email para dooney@donebydooney.com

 

 

 

Como Aceder às Dimensões Superiores

 

A Carol, o Stevo e eu descobrimos uma maneira de aceder à energia das dimensões superiores enquanto lutávamos com entidades da 4D (quarta dimensão) que chamámos de “Anjos Caídos”. Como sempre, a autodefesa trouxe-nos uma nova e poderosa ferramenta.

 

Realmente tenho-me divertido imenso a ensinar às pessoas sobre esta nova energia. Eu queria sublinhar que não somos os primeiros a descobrir esta energia. Tenho a certeza que muita gente já usou esta energia de maneira consciente e inconsciente desde há muito tempo. Seria arrogante pensar o contrário. O que eu ofereço aqui é apenas a nossa perspectiva de como sentimos esta energia e como usá-la. Isto é UMA maneira de o fazer, e não “A Maneira”. Perco logo o interesse quando alguém me diz que tem a ÚNICA maneira de fazer alguma coisa etéricamente. As nossas experiências a usar dodecs (dodecaedros) demonstraram que há tantas maneiras de construir um dodec como pessoas há para o fazer. Por isso vou oferecer o meu método de aceder e usar as energias de dimensões superiores e desconfio que tu vais modificá-lo à tua maneira, à medida que te fores familiarizando com estas energias.

 

Primeiro que tudo, a meditação da pirâmide da Carol (também conhecida como exercício do triângulo) é uma boa maneira para começares a aceder a essa energia. Não é a única maneira mas é um bom começo. Talvez já tenhas uma meditação com que o faças. De modo geral, o que é preciso é um método que limpe e encha de energia os teus chakras. O benefício adicional de ter os golfinhos a limpar o teu ADN é uma parte importante do método da Carol. A práctica regular deste exercício pode ajudar-te a desenvolver as tuas habilidades psíquicas.

 

O próximo passo que eu tomo para aceder às dimensões superiores é imaginar que a minha energia vai do meu sétimo chakra, em espiral, na direcção dos ponteiros do relógio. Na verdade, eu imagino uma escadaria em espiral e cada vez que a minha energia faz uma volta de 90 graus, há um patamar da escada e uma porta para uma dimensão superior. Eu simplesmente abro a porta e entro. Na minha experiência, a volta de 90 graus é a maneira de aceder a outra dimensão. Isto é informação que eu aprendi já há muito tempo e que ouvi ser repetida por várias fontes. Parece que os OVNIs desaparecem ao virar em ângulos rectos – é assim que mudam de dimensão. Às vezes estou na banheira cheia de água quente e viro a minha consciência 90 graus para interagir com a água, com resultados surpreendentes. Parece que consigo comunicar com a água quando faço isto. Experimenta isto da próxima vez que estiveres submerso em água… É uma experiência especial.

 

Então, quando andares pela escadaria em espiral, abre a porta de cada dimensão. A quarta dimensão parece ser normalmente onde a entidades negativas costumam estar. Eu normalmente ignoro a quarta e vou logo para a quinta, que é uma dimensão muito confortável. É tipo como uma “segunda casa” para mim, e o envio de Energia Positiva torna-se muito eficaz desta dimensão. Não passei muito tempo na sexta dimensão que parece ser o mais alto que as entidades baseadas no ódio conseguem ir. A sétima dimensão parece-me também muito natural e enviar Energia Positiva desta dimensão é incrivelmente eficaz. É mais sossegado do que a quinta dimensão, quase como se a energia se tornasse mais pura e refinada à medida que se sobe. Passei brevemente uma vez na oitava dimensão durante uma sessão de treino e pareceu-me que é uma dimensão para aprendizagem e ensinamento, mas não passei lá muito tempo. A nona dimensão é para mim praticamente inexplorada, pelo facto de cada vez que tentei trabalhar da nona dimensão, adormeci. Isto disse-me que não estava ainda preparada para essa energia. Fiz uns poucos dodecs com energia da nona e descobri que aparecem instantaneamente, completamente formados… Muito fixe. A nona dimensão é também um lugar onde se encontram muitos cetáceos.

 

Portanto a quinta, sétima e nona são as dimensões mais atractivas para mim, o que me parece ter alguma relação com a música. Há muito para explorar aqui e tenho a certeza que alguém já escreveu sobre o assunto. Eu vou-me divertindo a descobrir estas coisas e a ensiná-las às pessoas. A experiência é a minha melhor professora e talvez seja para ti também.

 

Portanto, numa sessão de chat em grupo eu vou fazendo a meditação da pirâmide para ter a minha energia preparada, enquanto as outras pessoas vão entrando na chat e se cumprimentando umas às outras. Depois eu subo a escadaria, vejo como estão as coisas na quinta dimensão e normalmente sigo até à sétima que é onde passo a maior parte do meu tempo enquanto estou na sessão de chat. Nessa altura continuo completamente consciente do meu corpo na terceira dimensão. Isto não é nenhuma experiência nebulosa e mística. É realidade sobreposta com realidade, uma verdadeira experiência multidimensional. Não me parece tão estranho agora quanto me parecia quando comecei a fazer isto, o que confirma que esta é uma habilidade natural do ser humano. Além disso, é divertido e sinto-me bem ao fazê-lo. E consigo ajudar as pessoas. Não há nada melhor do que isto.

 

A outra coisa que o Stevo e eu fazemos é passar o tempo na sétima dimensão enquanto estamos em lugares públicos. Torna-se muito mais fácil estar ao pé de gente com energias mais baixas. Radiando aquele amor de sétima dimensão terá um efeito nas pessoas, quer tu notes a diferença ou não. Se eu estou em frente a uma pessoa amuada que está a fazer a caixa, por exemplo, envio-lhe energia da sétima dimensão. Quando fizeres isto em público, vais notar mais pessoas a olhar de relance para ti ou a sorrir quando passas por elas, ou podem até olhar para ti com um ar de confusão. É difícil acordar as pessoas com palavras, independentemente da conversa, mas a energia afecta a todos, sem importar o nível de consciência. Eu não estou a falar de invadir o espaço de ninguém ou influenciá-los de nenhuma maneira que não seja através de dar o exemplo. Tudo o que eu faço tu podes fazer também.

 

Actualização: A informação acima escrita foi nos meus primeiros meses a aceder às dimensões superiores. O Stevo, a Carol e eu acedemos agora regularmente à décima terceira dimensão quando enviamos Energia Positiva. A décima terceira parece ser o limite superior do que conseguimos aceder neste momento – para dizer a verdade, a Carol recebeu uma mensagem dos cetáceos de que não é suposto irmos mais acima.

 

Enviar energia da décima terceira dimensão é fácil e muito eficaz. Eu noto que quando vou para a décima terceira e “olho para baixo”, consigo ver o plano geral de qualquer situação e torna-se fácil ver como estão as ligações energéticas e como quebrá-las ou reforçá-las. Descobrimos que a partir desta dimensão é muito fácil desfazer os rituais de magia negra assim como outras construções etéricas dos malfeitores. Já não fico sonolenta quando estou nas dimensões superiores e está a tornar-se quase uma segunda natureza aceder a esta energia. A outra coisa que comecei a fazer foi a respiração desta maneira: inspirar pelos pés, através de todos os chakras e todas as dimensões pela escada em espiral acima até chegar à décima terceira onde estou; depois expirar pelo mesmo percurso, mas ao contrário, até chegar aos pés. Isto vai ajudar bastante a manteres-te ligado à Terra enquanto estás nas dimensões superiores, e eu sinto que também tem um efeito protector.

 

 

 

Como Sentir um Vórtice da Terra

 

Inacreditavelmente, esta pequena mudança de perspectiva abriu um mundo inteiro para mim. Não só eu podia ver e sentir o vórtice a girar no sentido dos ponteiros do relógio, eu conseguia ver a “cauda” do vórtice ligada bem fundo ao centro da Terra, e conseguia ver a sua cor. Stevo e eu vimos que um vórtice que tenha sido pirateado por energia negativa não se consegue ligar ao centro da Terra dessa maneira… Vimos como vários vórtices só se conseguiam ligar às camadas superficiais da Terra. Mas assim que nos focávamos no vórtice e lhe enviávamos energia, a cauda começava logo a fluir na direcção do centro da Terra e o vórtice tornava-se mais brilhante e girava no sentido dos ponteiros do relógio.

 

O Stevo, sendo o estratega que é, passou logo para o espaço de quarta dimensão e viu todos os vórtices de todo o mundo a ligarem-se ao centro do planeta. Ele viu todos estes vórtices como poros da pele do planeta – alguns grandes, outros pequenos. Ao mesmo tempo eu estava a ver uma imagem do vórtice a bombear energia, como se a ponta da cauda fosse puxada para baixo e depois largada, dando a impressão que o vórtice encurtava e depois alargava, em sucessão. Ao Stevo pareceu-lhe que esta é a maneira como um vórtice bombeia energia do centro da Terra para a superfície, na verdade “respirando” a energia do centro para fora.

 

Uau! Isto é qualquer coisa de extraordinário… Eu fico logo cheia de energia ao lembrar-me de tudo aquilo pelo que estávamos a passar. Depois do Stevo contar aquela analogia dos poros na pele, eu comecei a ver todos os humanos também como vórtices. Cada um com um tamanho e cor únicos… E animais, e plantas… Espera um minuto! Isto é demais!

 

Bem, é escusado dizer que a energia naquela sessão de chat estava mesmo a fluir. A Carol o Stevo e eu começámos a olhar para todos os vórtices que havia espalhados pela Terra. A Carol viu 5 no Egipto e 2 na Arábia Saudita que precisavam de ajuda. Eu vi 4 debaixo do Irão e tratei deles. Depois olhei para outros vórtices que já tínhamos tratado. O que estava por baixo de Verdun, França, estava agora azul claro. Vi muitos vórtices cor-de-rosa espalhados pela China, um amarelo cor-de-pêssego debaixo do sítio onde morreu a princesa Diana, em Paris, vórtices de cor roxa no Oceano Pacífico, alguns índigos debaixo de Washington, D.C., amarelos cor-de-pêssego espalhados pelos Estados Unidos e muitas cores de vórtices espalhados por África… Todas as cores dos chakras, e todos relativamente pequenos quando comparados com os grandes vórtices debaixo de Bagdad e Verdun.

 

Nesta altura eu já sentia que tudo isto era demais e não conseguia nem escrever na chat aquilo que via. Chegou a certa altura em que tivemos que chegasse e então dissémos adeus, mas a energia continuou connosco. Fui de carro até Missoula, pouco depois, e toda a gente que vi tinha um vórtice: verde, encarnado, azul, verde, verde, roxo, amarelo… Eles continuavam a passar por mim enquanto conduzia e enquanto fazia as compras. Cheguei à conclusão que já não conseguia zangar-me, julgar ou ter medo. Eu simplesmente não me conseguia zangar com as pessoas como normalmente fazia quando ia a lugares públicos. Eu já nem consigo zangar-me com a Nova Ordem Mundial. Esta energia ajudou-me a atingir um nível de neutralidade que tinha estado à procura e que até então não tinha alcançado.

 

Esqueci-me de dizer que pouco depois de começar a ver os vórtices desta nova maneira eu me apercebi de um Lemuriano sentado ao pé de mim com o seu braço por cima do meu ombro. Não é algo que eu tenha visto – senti-o energeticamente. Os Lemurianos têm vindo à nossa propriedade já há meses e têm comunicado com o Stevo e comigo de diversas maneiras. Eu tinha-lhes perguntado quando é que se iam mostrar fisicamente e eles disseram que eu não estava pronta. O Stevo tinha estado a vê-los como ondas de cor e ele também recebe mensagens etéricas deles. A Carol diz que está bastante segura de que eles se vão mostrar fisicamente dentro de pouco tempo.

 

Agora sinto-me ligada à Terra de uma maneira que nunca tinha estado. Consigo sentir os vórtices à volta do meu corpo muito claramente e é fácil de ver e sentir os vórtices da Terra e de outras pessoas. Antes de ontem eu nunca teria pensado em olhar para os vórtices à volta das pessoas mas agora parece-me bem fazê-lo. Cada chakra é um mini-vórtice e eu acho que estes vórtices estão ligados ao vórtice maior, que poderá ser outra faceta da nossa aura. O Stevo especulou que poderíamos encontrar estes vórtices em cada célula do nosso corpo, por isso eu “fui” para dentro e vi-os lá – vórtices por todo lado de fora de uma célula, ligados ao interior da célula, uma pequena versão do que a Terra parece com todos os vórtices espalhados pelo planeta ligados ao centro deste. Microcosmo / Macrocosmo – quando eu olho para o universo vejo a mesma coisa.

 

Isto pode não ser uma experiência extraordinária para outra pessoas mas eu queria aqui partilhá-la para que a possas considerar. A Carol diz que esta mudança para ela já lhe tinha acontecido há muitos anos atrás e que tinha estado à espera desde então. Apeteceu-me dar um calduço na minha própria testa e dizer “Dah! Porque é que eu não comecei a ver os vórtices desta maneira mais cedo?!” Eu acho que não estava preparada nessa altura e agora estou. A mesma coisa aconteceu quando a técnica do dodec me foi mostrada… Era o tempo certo.

 

Eu estava a trabalhar num membro do fórum que queria abrir o seu terceiro olho, por isso pedi-lhe para imaginar o vórtice à volta do seu corpo e assim que ele o sentiu a girar, eu pedi-lhe para o visualizar de cor índigo, a mesma cor do seu sexto chakra. Eu pensei que talvez houvesse outra maneira de trabalhar com chakras – fazê-los ressoar com o vórtice que eu acredito estar à volta dos nossos corpos. Cada chakra é na verdade um mini-vórtice que gira no sentido dos ponteiros do relógio (na perspectiva de olhar de dentro do corpo para fora), por isso sinto que faz sentido haver um vórtice maior à nossa volta, ligado a cada chakra.

 

Eu sinto que este vórtice é apenas outra maneira de vermos a energia do nosso corpo. É outra maneira de vermos a ligação com a Terra. O cordão de Ligação à Terra parece-me claramente o mesmo que a cauda do vórtice. Agora que tenho consciência disto, vejo os vórtices à volta de toda a gente.

 

Temos continuado a trabalhar com os vórtices da Terra em quase cada sessão de chat e temos tratado milhares deles nos últimos meses. Está a tornar-se parte do nosso programa de manutenção, nas alturas em que nos juntamos, irmos à procura de vórtices e tratarmos deles. Eu acredito que cada vórtice que tratamos tira poder à Nova Ordem Mundial. Eles pirateiam vórtices como fonte de energia. Muita gente é sensível aos vórtices da Terra, embora possam não saber o que é um vórtice. Nós também usamos a palavra “vordec” com regularidade – um vordec é um dodec com um vórtice em cada face do dodec. Esta tem sido uma boa maneira de ir atrás de predadores (atacantes psíquicos) e ajudar a tratar pessoas etéricamente. Segue o link para ler sobre a nossa descoberta do Vórtice do Criador, uma técnica avançada para enviar Energia Positiva.

 

 


 

 

Envio de energia positiva

Dooney

 

 

 

O que é o Envio de Energia Positiva?

 

O envio de Energia Positiva [em inglês: boosting] tem uma conotação positiva e é uma expressão engraçada. Pode-se enviar Energia Positiva a qualquer pessoa e a qualquer coisa: pessoas, plantas, animais, a terra, a lua, etc. Os seres humanos foram projectados para o envio da energia do Amor – eu acredito que este é um direito inalienável que nós temos e também o nosso principal objectivo neste planeta.

 

O envio de Energia Positiva é normalmente uma actividade divertida, que te faz sorrir e dar gargalhadas. Se te está a parecer uma actividade cansativa é porque estás provavelmente a enviar energia do teu terceiro chakra em vez do quarto chakra. Enviar energia do terceiro chakra pode ser perigoso, especialmente se for feito quando estás zangado, pois essa energia pode ser virada contra ti. NADA consegue resistir a energia pura enviada pelo quarto chakra, e eu estou, claro, a referir-me aos piores dos maléficos [as entidades negativas evitam essa Energia Positiva como as baratas evitam a luz].

 

É por isso que, apesar de tudo o que se está a passar neste mundo louco, eu tenho a confiança de que a luz e a paz vão prevalecer. Nós temos uma capacidade infinita para a criatividade. Os maus não conseguem criar, só conseguem destruir. Nós somos seres poderosos, se nos conseguirmos tornar conscientes disso e usarmos o nosso poder de maneira eficaz. É por isso que é tão importante que cada um de nós aprenda a enviar Amor do coração.

 

 

 

Princípios do Envio de Energia Positiva

 

Limpa o teu espaço pessoal (faz um exercício de Ligação à Terra) – Imagina um cordão que vai do teu osso do cóccix até ao centro da Terra. Envia toda a energia que não é tua por esse cordão abaixo até à Terra. Depois enche o teu espaço com a tua própria energia dourada.

 

Concentra-te no teu coração – familiariza-te com o sistema de chakras se já não o fizeste. O teu coração, ou o teu quarto chakra, está localizado no osso esterno, um pouco acima do nível dos mamilos, no centro do peito. É daqui que vais enviar energia.

 

Concentra-te em alguém que amas – “liga o motor” do sentimento de Amor no teu coração, através de focar os pensamentos em alguém que amas, quer seja um membro da família, criança, amigo ou animal de estimação.

 

Envia a energia – Quando tiveres esse sentimento de Amor na zona do coração (quarto chakra), visualiza esse Amor como uma corrente de energia e imagina que flui do teu chakra do coração até ao alvo pretendido. A energia do chakra do coração é verde, a energia do orgone é azul. Qualquer uma destas duas cores serve.

 

Sê neutro – envia energia de Amor Incondicional. Isto quer dizer que não és vingativo, zangado, com desejo de magoar, causar dor, ou querer um resultado específico. A raiva legítima – como quando estamos a responder a um abuso, maus-tratos, etc – é aceitável pois é de uma ordem espiritual superior. Tens todo o direito em te defender.

 

Dica: Se estás com problemas em visualizar a energia a fluir do teu chakra do coração, imagina que está lá uma boca-de-incêndio e que esta se abriu. A água da boca-de-incêndio jorra sem esforço pois está sob grande pressão. Imagina a energia do teu coração a jorrar dessa maneira, sem esforço.

 

Enviar Amor não tem que ser amor emocional, embora o possa ser se o alvo for alguém que amas. Basicamente vais querer enviar a frequência do Amor. Isto é mais neutro e mais útil se estiveres a enviar Energia Positiva a um alvo maligno. Quem é que vai querer dar um abraço a um assassino dos Illuminati? O que tu deves procurar é a alta vibração do Amor e isso é uma energia que os “maus da fita” simplesmente não percebem nem conseguem resistir.

 

Postura – Tenho chegado à conclusão que é melhor para enviar Energia Positiva se os meus braços e pernas não estiverem cruzados. Às vezes parece mais natural sentar-me com as pernas cruzadas quando estou em frente ao computador mas na verdade acho que é como cruzar dois fios eléctricos… Parece confundir o sinal. Eu também tenho tendência a pôr as minhas mãos juntas quando estou a enviar Energia Positiva, entrelaçando os dedos, e até isso parece atrapalhar o envio de energia. O que parece funcionar melhor é ter as mãos juntas, uma palma encostada à outra, com os dedos a tocarem-se. Experimenta e vê se notas alguma diferença.

 

 

 

Técnicas Avançadas do Envio de Energia Positiva

 

Uma coisa que descobri após estes anos de enviar Energia Positiva é que realmente não há limites para como o fazer, só tens que usar a tua imaginação. Abaixo está uma lista com algumas técnicas que eu e outros guerreiros etéricos temos usado nas sessões de chat de que faço parte. Onde foi possível, escrevi o nome do autor.

 

1. A Dupla Hélice (também conhecida como “metê-los no liquidificador”) – este método foi inventado há já alguns anos numa das sessões de chat do EW (fórum Etheric Warriors), e eu não me lembro de quem a inventou (peço desculpa ao inventor). O que fazes é imaginar a energia a vir de ti como uma fita ou serpentina. Imagina que esta fita está a girar sobre si própria no sentido dos ponteiros do relógio enquanto se afasta do teu coração. Depois imagina uma segunda fita a afastar-se do teu coração e a girar sobre si própria, mas a fazê-lo no sentido oposto ao dos ponteiros do relógio. Visualiza as duas fitas a girar, uma à volta da outra, até formarem uma hélice dupla. Depois, imagine o teu alvo no meio desta hélice dupla. Se estiveres a enviar esta Energia Positiva a um amigo ou a qualquer ser positivo, isto vai fazê-lo sentir-se muito bem. Se for um alvo maléfico, parece derreter a sua aura negra e muitos deles gritam de dor. Normalmente pega num mau da fita e consegue reduzi-lo a uma poça choramingona.

 

Outra maneira eficaz de usar a hélice dupla é um de vocês fazer a hélice que gira no sentido dos ponteiros do relógio e outro fazer a hélice que gira no sentido contrário. A energia criada por este trabalho de equipa é espantosa e pode ajudar a vencer um alvo difícil. Muitas vezes imagino a palavra Yahweh [em português: Yaué] costurada na fita. Yahweh é uma palavra de poder que o DB (Don Bradley) me ensinou e depois de fazer algumas experiências com ela, eu acho-a muito poderosa. Isto é uma coisa que vais ter de ser tu próprio a comprovar.

 

2. A Técnica Dodec (dodecaedro) – Já escrevi em maior detalhe sobre esta técnica noutros lugares, mas gostava de também a mencionar aqui. Depois de construires um dodec, podes enviar Energia Positiva através dele de maneira muito eficaz. Quanto eu envio energia através do dodec, imagino a energia a sair do meu coração e a passar em cada um dos 20 cristais (vértices) do dodec e depois direitos ao alvo. Isto pode ser especialmente eficaz se tu não tens bem a certeza de onde vem um ataque etérico. Eu já o tenho usado para protecção e limpeza do meu espaço imediato.

 

3. Enviar Energia Positiva juntamente com cetáceos – Isto é provavelmente a técnica avançada mais fácil porque tudo o que tens a fazer é pedir ajuda aos cetáceos e eles lá estarão. Mesmo que não consigas sentir a sua presença, pede na mesma que eles virão. Acho que no início começámos a contactar com os cetáceos depois das insistências da Carol (Croft), e algumas pessoas desenvolveram laços de amizade com algumas baleias como resultado. O Georg (Ritschl) de África tem uma grande baleia preta que chama para o ajudar e o Stevo (Dr. Steven Smith) nunca está longe de grandes baleias-azuis, que vêm muitas vezes em nosso auxílio. Os golfinhos gostam de fazer trabalho de tratamento e protecção, as orcas gostam de ir atrás de alvos (especialmente Vril), e as baleias normalmente ajudam com o envio de Energia Positiva em grande escala a alvos difíceis tais como grande naves ou jesuítas do pior. Algumas pessoas que não tinham conseguido sentir a presença dos cetáceos desenvolveram essa habilidade depois de pedir a ajuda deles, por isso tem fé.

 

4. Envio de Energia Positiva a partir do sexto chakra – esta é uma técnica que foi mostrada à Carol pelos cetáceos e que ela depois partilhou com o resto das pessoas das sessões de chat do fórum. Basicamente é uma maneira de colher informações. Envia energia do teu sexto chakra em vez do quarto e isso vai aguçar a tua visão psíquica. Eu uso esta técnica quando estou numa sessão de chat e estamos à procura de informações sobre o que está a Nova Ordem Mundial a preparar. Claro que deves sempre voltar a usar o quarto chakra quando quiseres enviar Energia Positiva a um alvo.

 

5. Usar orgonite enquanto se envia Energia Positiva – Muitas pessoas perguntam-me sobre usar um Succour Punch (SP, Cristal de Ajuda) ou uma Powerwand (PW, Varinha Poderosa) enquanto se envia Energia Positiva. É uma grande ideia e pode ser uma boa ferramenta de aprendizagem. No início, quando eu comecei a enviar Energia Positiva, costumava segurar numa Varinha Poderosa junto ao meu chakra do coração, com o cristal a apontar na direcção contrária a onde está o chakra (como se projectasse a energia que sai do chakra), para fortalecer a energia que eu enviava. Com o tempo, deixei de precisar da Varinha, mas de vez em quando passa um avião com um psíquico e eu faço uso dela só para dar um pouco mais de força. Também já tenho usado o Cristal de Ajuda da mesma maneira, segurando-o junto ao meu chakra do coração com a ponta virada na direcção contrária donde está o chakra. Já acalmei tempestades desta maneira, até tempestades de granizo, e enviei Energia Positiva a alvos. Também uso o Cristal de Ajuda como protecção enquanto faço gifting. Simplesmente peço-lhe que me esconda de toda a vigilância. Uma vez o Stevo e eu estávamos de carro e passámos mesmo perto de alguém que nos estava a seguir e ele nem nos viu. Por isso, mesmo que eu me sinta confortável a enviar Energia Positiva sem ferramentas, não faz mal nenhum usá-las para ganhar confiança, ou quando se está em baixo de forma.

 

Enviar Energia Positiva com a Natureza – Muitas vezes tivemos ajuda de animais, insectos e elementais (espíritos da natureza) para nos ajudar com o envio de energia. As abelhas são uma grande ajuda à guerra com os “reptilianos” pois adoram ir atrás dos draconianos. Já levei os meus cães comigo no envio de energia etérica, os meus gatos ajudaram-me a tratar pessoas e outros guerreiros etéricos usaram outras espécies incluindo pássaros, cavalos, libélulas, borboletas, alpacas, etc. Algumas pessoas desenvolveram uma relação próxima com elementais, como por exemplo devas (espíritos) de jardim, e têm tido a sua ajuda. Claro, os cetáceos são os nossos companheiros regulares no envio de Energia Positiva. Também tenho comunicado com árvores, especialmente árvores com muitos anos, e elas adoram ajudar.

 

7. O DB e o Ryan McGinty foram as primeiras pessoas de quem eu ouvi falar que usassem o som para enviar Energia Positiva a um alvo. Ambos recomendam um Dó ultra-agudo como som para se usar enquanto se envia energia. Podes fazer o download de geradores de tons na internet e gerar um Dó agudo no teu computador. Um Dó agudo faz 2094 hertz no computador. Às vezes eu ponho o meu computador a passar esse tom quando estou a enviar Energia Positiva, para furar a interferência dos hackers e também para enviar o som etéricamente para qualquer que seja o alvo a que estou a enviar energia. Os reptilianos odeiam completamente este som. Se queres ver um reptiliano a contorcer-se, canta para ele a palavra Yaué em Dó agudo! O DB também mencionou que a nota Sol é boa para o envio de Energia Positiva. Tenta tocar estas notas diferentes num instrumento musical enquanto participas numa sessão de chat. O Stevo tem um didjeridu onde toca um Dó agudo e já o usou com bastante eficácia enquanto participava em sessões de chat.

 

Como podes ver, há muitas maneiras de enviar Energia Positiva, limitadas apenas pela tua imaginação. As pessoas tendem a usar aquilo com que estão habituadas ou aquilo de que gostam. Uma boa dica para experimentares estas técnicas avançadas é prestares atenção ao teu Eu Superior. Receberás intuições sobre o que fazer e como fazê-lo. Quando o Stevo e eu estamos debaixo de ataque cerrado é normalmente quando nos deparamos com as nossas melhores ideias. Na verdade, recebi a técnica dodec dos golfinhos quando os draconianos estavam a tentar matar o Stevo com um ataque etérico. O que quero dizer é: deixa a tua intuição e imaginação fluir livremente e terás aquilo que precisa.

 

 

 

Como Enviar Energia Positiva a Partir de Dimensões Mais Elevadas

 

Outro método de enviar Energia Positiva que temos usado nas sessões de chat é fazê-lo a partir de dimensões mais elevadas. Basicamente envias a tua energia desde o teu chakra da coroa até dimensões mais elevadas.

 

A Carol o Stevo e eu descobrimos este método quando estávamos a enviar Energia Positiva a uma entidade particularmente má que estava a incomodar a Carol enquanto ela e o Don estavam a vir de carro para nos visitar. Tenho a certeza que outras pessoas têm acedido estas dimensões já há muito tempo, mas para nós era tudo novidade.

 

Voltando à história – começámos por, devagarinho, ir até à quinta dimensão, depois a sétima, depois a nona. Demorei algum tempo até me habituar à nona dimensão porque estava sempre a adormecer. Isso é a maneira como o meu Eu Superior me impede de “pôr o carro à frente dos bois” (ter demasiada informação de uma só vez)… Põe-me a dormir durante um bocado. Depois de algum tempo a nona dimensão tornou-se bastante confortável e então começámos a enviar Energia Positiva desde a décima-segunda dimensão, e eventualmente fomos dar com a décima-terceira. A Carol recebeu informações dos cetáceos a dizer que a décima-terceira era o mais alto que era suposto irmos, embora tenhamos dado uma espreitadela na décima-quinta uma vez. Todos nós três enviamos agora regularmente Energia Positiva desde a décima-terceira dimensão.

 

Parece estranho, eu sei, mas o que nós estamos a fazer é simplesmente a aceder à natureza multidimensional dos nossos espíritos. É assim que é suposto as coisas serem, por isso a parte estranha é: porque é que não há mais gente a fazê-lo? Da décima-terceira dimensão a perspectiva é muito mais clara, especialmente quando se trata de um assunto global. Consegues ver todas as ligações à volta do planeta e, lá de cima, tudo junto parece um jogo complexo. É um sítio muito neutro e é fácil de enviar Energia Positiva de lá pois é menos carregado de emoções.

 

É também mais fácil de ver e derrotar as conspirações da Nova Ordem Mundial, desde esse espaço da décima-terceira dimensão. De lá eles parecem-se todos com marionetas patetas e tu consegues cortar-lhes os fios de controlo e vê-los a estrebuchar. É uma boa posição de autodefesa e encontramos muitas vezes as soluções para as suas tramas e ataques quando estamos a observar desde a décima-terceira dimensão.

 

Por isso, experimenta o exercício e vê se consegues aceder às dimensões mais elevadas. Outra vantagem de enviar Energia Positiva das dimensões mais elevadas é que as entidades negativas não conseguem ir acima da sexta dimensão por isso lá não te incomodam. Além disso, é onde as baleias normalmente andam e a energia delas é impressionante.

 

 

 

Envio Holográfico de Energia do Coração desde a Décima-Terceira Dimensão

 

Esta é uma técnica que o Stevo desenvolveu numa das nossas sessões de chat, quando tivemos de nos haver com uma alvo particularmente difícil. Já há vários anos que estávamos a enviar Energia Positiva desde a décima-terceira dimensão. Essa técnica revelou-se uma noite quando a Carol e o Don foram atacados severamente, enquanto estavam a caminho da nossa casa. Quando aqui chegaram fizemos uma sessão juntos na sala de estar, para irmos atrás de quem estivesse por detrás desse ataque. Nesse processo aprendemos como aceder às dimensões mais elevadas. Eu não sei exactamente quem nos deu essa informação, mas eu suspeito que tenha sido uma combinação de lemurianos, atlantes e golfinhos. Todos eles estavam presentes à nossa volta nessa noite. Enquanto estávamos a enviar Energia Positiva aos atacantes e a experimentar com o aceder às dimensões mais elevadas, a Carol disse-me que eu estava a ficar transparente e que conseguia ver através do meu corpo. Foi espectacular.

 

Depois disso, todos nós experimentámos ir mais e mais além nas dimensões superiores, e eventualmente chegámos à décima-terceira dimensão, que é onde os cetáceos costumam estar. Os cetáceos disseram à Carol que a décima-terceira dimensão é o limite máximo até onde é suposto irmos, por isso se fores mais além tem cuidado. Com a prática torna-se muito fácil de aceder as estas dimensões, mas tens de praticar. Eu tenho um exercício para te ajudar a fazer isso. Tu precisas de te Ligar à Terra, focar, e o mais importante: usar a tua imaginação sem entraves.

 

Para começar o envio holográfico de energia do coração desde a décima-terceira dimensão, tu tens primeiro que elevar a tua energia até aceder a essa dimensão. Depois começa a enviar energia do teu chakra do coração, de maneira normal. A diferença aqui é que tu tens de conscientemente pedir ajuda de quem tu considerares o Criador, ou o teu guia espiritual. O Stevo a Carol e eu usamos Jesus e Maria Madalena, por causa dessa ser a energia que compreendemos e com a qual nos identificamos. Podes usar qualquer figura espiritual que te traga aquele Amor Incondicional forte para o teu espaço.

 

A seguir imagina que a Energia Positiva que é enviada do teu coração está a criar ondulações, como fazem as ondas de água quando se atira uma pedra a um charco. Imagina essas ondulações a espalharem-se do teu coração até seguirem através de todas as dimensões, de todo o espaço e tempo, passando facilmente através de qualquer barreira. Imagina que tu és um canal para a energia do Criador e que essa energia transborda de ti para todas as dimensões, toda a vida, todas as partes do universo. Tu tens mesmo que deixar essa energia crescer e ficar poderosa e não imponhas limites à tua imaginação. Esta energia vai a todo o lado, até cada canto da nossa existência, que já existiu ou vai existir.

 

Aqueles que trabalham com energia neste planeta, especialmente os que fazem gifting de orgonite e enviam Energia Positiva, já fizeram tantos estragos aos planos da Nova Ordem Mundial que os parasitas estão agora a usar o tecido do espaço/tempo para lançar os seus ataques. Nós evoluímos as nossas técnicas para ripostar a esses ataques mais avançados. Quantas mais pessoas aprenderem a fazer isto, mais rapidamente podemos acabar com a Nova Ordem Mundial. Eu gostava de sublinhar que qualquer pessoa pode fazer isto. Qualquer ser humano com coração pode aprender a fazer esta técnica com mestria, por isso não tenhas medo de experimentar. É uma combinação de tempo, concentração e Amor. Divirte-te!

 

 

 

Como Amar o Teu Inimigo

 

Eu queria escrever um pouco sobre usar o Amor para enviar Energia Positiva. Muita gente tem-me dito que tem dificuldades em enviar Energia Positiva aos maus da fita por não conseguirem amar os seus inimigos enquanto lhes enviam energia. Eu consegui ao fim de algum tempo arranjar maneira de explicar esta coisa do “Amor” enquanto respondia a uma questão de um membro do fórum.

 

O que tu estás a enviar quando envias energia não é o amor emocional. Não tem que te apetecer dar um abraço a um ser maléfico. O que tu devias fazer quando envias energia é gerar a alta frequência do Amor no teu coração. Podes fazer isso ao pensar numa pessoa que amas. Deixa esse Amor encher o teu coração, elevando dessa maneira a frequência da tua energia. Quando a frequência da tua energia estiver elevada, faz o envio da energia. Não tens que amar emocionalmente, ou mesmo gostar, do teu alvo. Isto é uma distinção difícil de fazer, especialmente para quem é inexperiente em enviar Energia Positiva.

 

Recapitulando: o que estás a tentar fazer quando envias energia é elevar a tua frequência a um nível mais alto. A frequência do Amor é a frequência mais elevada a que podemos aspirar, por isso faz o possível para sentir essa frequência no teu coração. Uma vez que o sintas, envia a energia para o teu alvo, independentemente de quem seja ou do que seja.

 

É simples, mas não é necessariamente fácil.

 

 

 

Enviar Energia Positiva e Fazer Gifting

 

Já mencionei noutro sítio a relação entre enviar Energia Positiva e fazer gifting (aplicação de orgonite pelo mundo fora), mas queria acrescentar aqui uma coisa. Enviar Energia Positiva e fazer gifting são mesmo inseparáveis. Enviar Energia Positiva é uma actividade etérica e fazer gifting é uma actividade física, e fazer um sem fazer o outro é como encher o carro de gasolina e depois não dar a volta à chave da ignição.

 

É o mesmo que a relação entre as palavras e a acção. É tudo muito bonito quando se fala de fazer qualquer coisa, mas pôr essas palavras em prática é onde está a verdadeira magia. É a mesma coisa com enviar Energia Positiva e fazer gifting. Podes enviar Energia Positiva a um grupo satânico e eles mesmo assim vão acabar por te atacar etéricamente, raptar miúdos, torturar e matar pessoas. Mas aplica orgonite onde eles se reúnem e envia-lhes Energia Positiva e estás a meter-lhes uma estaca directamente no coração. Na verdade, a orgonite só por si consegue impedi-los de fazer os seus rituais perversos e eles não gostam de ocupar um espaço que tenha orgonite.

 

Tu podes fazer gifting sem enviar Energia Positiva e ainda assim obter bons resultados tais como mudanças positivas na atmosfera, mas se fizeres gifting durante muito tempo, e se fizer gifting a alvos importantes, vais começar a querer aprender como enviar Energia Positiva de maneira a que te possas proteger dos ataques etéricos que te vão fazer, depois de teres provocado a atenção deles. Como diz o Don Croft, quando fazes gifting estás a roubar território ao inimigo e muitas vezes ele vai acabar por se querer vingar. Para muita gente isto só os torna mais determinados a fazer gifting, mas ajuda se eles também se souberem defender contra estes ataques. Por isso, no mínimo, eu espero que quem faz gifting por aí leia os meus exercícios de Ligação à Terra e como enviar Energia Positiva para que tenham a vantagem necessária para “ferir” etéricamente a Nova Ordem Mundial.

 

 

 

Técnicas Dodec

 

Um dodecaedro normal é uma forma também referida como um sólido platónico. Forma-se ligando 12 pentágonos para fazer uma forma “esférica”.

 

Eu acredito que o dodec é uma replica da forma do nosso planeta; acredito que é uma estrutura que está incorporada na nossa consciência e no nosso mundo físico. Eu não tenho nenhuma prova disto… É a minha intuição. Pesquisa o dodecaedro e talvez concordes.

 

Primeiro nada à volta do teu alvo, num padrão esférico, como se fosses um golfinho. Envia energia do coração através do teu quarto chakra para os 20 vértices, ou pontos de grelha, do padrão dodecaedro. Os pontos de grelha são formados onde os cantos das faces/pentagramas do dodec se juntam.

 

Enquanto estás a enviar energia a estes pontos, a energia vai começar a espalhar-se e a formar as linhas e faces do dodec. Eu vejo esta energia sempre de cor dourada. Ao mesmo tempo vejo cristais a aparecer, um em cada ponto da grelha. Presta atenção às cores dos cristais do teu dodec.

 

Depois dos cristais terem aparecido, concentra a tua energia neles enquanto continuas a enviar energia para acabar de formar as faces do dodec. É preciso ter alguma concentração e foco mental. Se estás a formar um dodec à volta de um draconiano ou de uma bomba, imagina rodar os cristais para a esquerda, como se estivesses a rodar o botão de sintonia de um rádio. Quando fazes isso, o teu alvo tornar-se-á cada vez mais transparente até desaparecer. Eu acredito que vai para outra dimensão, mas não sei onde.

 

Se estás a construir um dodec para tratamento, protecção ou à volta de uma coisa ou ser à base de Amor, afina os cristais rodando-os para a direita. É possível que vejas os cristais a mudar de cor – eu vejo sempre. Continua a rodá-los até que sintas que estão propriamente afinados. Terás de te aperceber disto por ti próprio. Eu afino-os a roxo para protecção e verde para o tratamento. Muitas vezes um dodec feito à volta de um ser maléfico vai aparecer com cristais negros e, conforme eu afino os cristais e o alvo desaparece, os cristais tornam-se claros.

 

Cada um de vocês terá de experimentar por vocês próprios para ver o que acontece. Depois de construir cerca de uma dúzia destes dodecs, parece que eles são capazes de parar magia negra e vudu. Já usei dodecs para o tratamento, usando os cristais que estão localizados sobre a área da parte afectada do corpo para efectuar o tratamento. Outra coisa que fiz é enviar Energia Positiva através dos cristais depois de formar o dodec. A energia assim parece ser muito poderosa.

 

Sê criativo e divirte-te! Há provavelmente tantas maneiras de formar estes dodecs como há seres humanos no planeta. Usa a tua imaginação…

 

 

 

Dodec de Água

 

Depois de um par de meses a construir dodecs, os golfinhos mostraram-me que usar água para formar um dodec o torna ainda mais poderoso. Por isso eu comecei a encher o dodec com água e depois a criar as faces pentagonais a partir da água. Quando se acaba de construir o dodec, parece que a água está carregada de energia muito forte.

 

Um dia, um dodec cheio de água que eu tinha formado à volta de um alvo maléfico cristalizou e partiu, destruindo o alvo. Uma vez o Stevo e eu estávamos a enviar Energia Positiva com a Carol e o Don para ajudar o Stevo, que estava a ser atacado. A Carol e o Stevo tinham sido atacados por uma entidade com a forma etérica de uma aranha e a Carol descobriu que usar sal mantinha essa entidade fora do espaço dela. Por isso, quando estávamos a pôr um dodec de água sobre a aranha, o Don sugeriu usarmos água salgada. E voilá! Não só a grande aranha saiu imediatamente do espaço do Stevo mas muitas aranhas pequeninas fugiram imediatamente de lá.

 

Mais uma faceta desta extraordinária ferramenta etérica! Outra coisa que podes fazer com um dodec de água salgada é rodar a água num vórtice no sentido dos ponteiros do relógio. Parece enviar os maus da fita pelo cano abaixo.

 

 

 

Dodec Duplo

 

Está aqui outra variação do dodec que aprendemos nas nossas sessões de chat de Domingo do fórum Etheric Warriors. Enquanto púnhamos um dodec num alvo particularmente mau que estava a tentar destruir o dodec, eu decidi fazer um segundo dodec à volta do primeiro que tinha criado. O dodec duplo resultante era muito mais forte e não foram capazes de destruí-lo. Numa sessão de chat mais recente, o Stevo sugeriu rodar os dois dodec em direcções opostas. Quando fiz isso à volta de uma nave grande e muito má, ela desapareceu instantaneamente.

 

Bem, agora tenho feito experiências com o dodec duplo em todos os predadores que são meus alvos e tem funcionado muito bem. Na verdade, usei-o recentemente em alguém para a sua protecção e também resultou muito bem para isso. Ele tinha um visitante indesejável no seu espaço e assim que comecei a rodar os dodecs o visitante fugiu a correr.

 

Eu dou por mim a ver que o dodec de dentro quer rodar para a direita e o dodec de fora quer rodar para a esquerda. Poderás ver os teus dodecs a querer uma coisa diferente, por isso faz as tuas experiências. Desde então o Stevo tem expandido a ideia do dodec duplo, usando até 9 dodecs num só alvo, cada dodec rodando no sentido oposto ao dodec dentro dele. Isto parece ser particularmente eficaz em alvos muito difíceis de destruir. Ele chama a isto os dodecs contra-rotação.

 

 

 

Dodec Faraday

 

Tive uma experiência interessante numa sessão de chat em que vi uma pista para um novo tipo de dodec. Eu chamo-lhe o Dodec Faraday, porque é parecido com uma gaiola faraday, que é um espaço que bloqueia todos os sinais electrónicos. O Dodec Faraday faz a mesma coisa só que com todas as vantagens de se usar um dodec. A parte mais interessante é que isto aconteceu enquanto eu estava a usar um zapper, e o zapper parece ter estado a alimentar o Dodec Faraday. Ao início pensei que o dodec tinha vindo do zapper, mas depois perguntei ao Stevo para ver o que se estava a passar e ele disse que o zapper estava a alimentar o dodec. Passado um pouco pareceu-me que ele tinha razão. O zapper simples que está ligado ao meu Cristal de Ajuda não parece conseguir fazê-lo… é o zapper com orgonite que faz funcionar o dodec. Pois isto é uma coisa interessante para os mais sensíveis que estejam a ler isto. Vejam se conseguem sentir o Dodec Faraday, que me parece ser um dodec de aço sólido quando eu uso o zapper com orgonite para o alimentar. Se em vez disso uso o Cristal de Ajuda, parece um dodec com o esqueleto de aço. Acho que deve ser por causa do fio enrolado em forma Mobius. O zapper Terminator tem um fio enrolado em forma Mobius e um bloco de orgonite.

 

Portanto, para fazer um Dodec Faraday só tens que fazer a técnica normal do Dodec, mas imagina a gaiola de aço ou esqueleto de aço que mencionei antes. Liga o teu zapper Don Croft e segura-o na mão enquanto fazes o dodec. Precisas de usar um zapper que tenha orgonite.

 

 

 

O Vordec

 

O Vordec é tal e qual o que o nome indica, um vórtice e um dodecaedro combinados. O que eu faço é construir o dodec etérico como de costume. Depois imagino um vórtice a girar sobre si próprio no lado de dentro de cada face do dodec, com a cauda de cada vórtice a ir para o centro do dodec. As caudas dos vórtices encontram-se no meio e formam uma bola de energia que para mim se parece muito com uma bola Tesla – as famosas bolas de plasma criadas nas experiências de Nicola Tesla. Esta bola de energia é devastadora para entidades negativas. Muitas vezes tenho visto a cabeça de um mau da fita enclausurada nesta bola de energia, e esta é a origem da expressão “o capacete Tesla”. Também já usei esta técnica para neutralizar naves pois desactiva os seus meios de propulsão.

 

Se usares esta técnica numa entidade positiva ou em alguém de quem gostas, é um bálsamo e dá muita energia. Também podes ligar a bola Tesla à energia do Vórtice do Criador e muito rapidamente enviar energia negativa para o centro da Terra.

 

 

 

Dodec Ardente

 

Duas coisas mais com as quais experimentámos nas sessões de chat. Uma foi usar a luz do sol para encher um dodec, o que pode ser usado em conjunto com um dodec de água. Os draconianos parecem odiar este tipo de dodec. Eu certifico-me que o dodec é transparente, e depois deixo a luz do sol entrar. Sabes como é linda a luz do sol quando se nada debaixo de água? É ainda melhor num dodec!

 

Também já trabalhámos com elementais do fogo, graças à orientação de um dos membros das sessões de chat. Enchemos um dodec com fogo e vemos como arde. Só trabalhei com este tipo de dodec umas poucas de vezes mas parece servir muito bem.

 

Acho que não há limite para o que se pode fazer com um dodec.

 

 

 

Usando o Vórtice do Criador

 

O nosso grupo de chat do fórum Etheric Warriors descobriu aquilo que nós chamamos Vórtice do Criador em 2007, depois de eu ter tipo uma espécie de epifania sobre vórtices durante uma sessão de chat. Nessa altura comecei a sentir vórtices na terra e por todo o lado. Agora estamos em 2013 e enquanto estava a fazer uma actualização do meu site apercebi-me de que nunca tinha transferido a informação sobre o Vórtice do Criador para este formato, quando mudei as coisas de um site tipo fórum para um site mais informativo.

 

No grupo de chat começámos a usar vórtices para fazer curas. A Carol tem estado a par dos vórtices da terra já desde há muito tempo e começou a ensinar-nos como curar os vórtices que tinham sido corrompidos e pô-los a funcionar outra vez como força positiva. Enquanto estávamos numa sessão de chat em 2007, estávamos a curar uma data de vórtices da terra à volta do mundo e eu comecei a sentir que havia um vórtice mesmo muito grande algures no Médio Oriente depois de alguém (desculpem mas não me lembro quem) me enviar esta foto do zigurate de Chogha-Zanbil no Irão, perto de Susa. Assim que vi esta foto eu sabia o que era. Por debaixo do zigurate eu senti o maior, mais velho e mais puro vórtice da terra. Eu senti que era incorrupto e incorruptível, ou seja, não importa aquilo que a Nova Ordem Mundial fizer, eles nunca vão poder usar este vórtice para fins negativos. Eu não sei como sei isto. É assim que as minhas habilidades funcionam – eu apenas sei que este é o vórtice original, o primeiro alguma vez criado na terra. Os outros psíquicos da sessão de chat confirmaram isso e sentiram a mesma energia.

 

Bem, isto foi muito emocionante e nós começámos imediatamente a usar este vórtice para fazer curas. Tudo o que estiver a precisar de ser curado pode ser posto neste vórtice e ser mudado para melhor. Nós embrulhamos a energia deste vórtice à volta de pessoas, sítios, planetas, etc. Quando as coisas ficam pretas nós viramo-nos para o Vórtice do Criador em busca de ajuda. Ora aqui está uma coisa que dá que pensar… porque é que o Médio Oriente sempre foi um novelo de má energia, guerra, morte e caos? Eu acredito que é por causa da presença poderosa deste vórtice [que os maléficos têm insistido tanto no caos do Médio Oriente]. Talvez eu esteja enganada mas parece-me bem claro depois de todo o trabalho de energia que os nossos grupos de chat têm feito ao longo dos anos, que usar a energia da Terra contra nós é a táctica numero um deles para manter o controlo. É por isto que o gifting é tão poderoso. A maior parte das suas estruturas foram construídas sobre linhas de energia da terra e sobre vórtices para tirar partido dessa energia antiga e poderosa . Eu acho que eles devem ficar loucos por não poder usar este vórtice. Quando tu aplicas orgonite numa linha de energia da terra ou num vórtice estás a desferir um golpe pela liberdade humana. Usar o Vórtice do Criador para os combater é como fazer um manguito à Nova Ordem Mundial!

 

Ok, mas como é que eu uso o Vórtice do Criador?

 

Lê a minha epifania sobre como sentir um vórtice para ficares com uma ideia de como é estar dentro de um vórtice da terra. Depois, tudo o que tu tens a fazer é imaginar o teu alvo, seja um alvo “bom” ou “mau”, dentro do Vórtice do Criador. E pronto – o vórtice fará o resto. Esta será uma energia muito forte, e ao início pode parecer demasiada, mas normalmente é uma boa sensação. É uma das melhores maneiras de enviar Energia Positiva. Podes procurar por Chogha-Zambil na internet para ver mais imagens e ganhar familiaridade com o vórtice. Diverte-te!

 

 


 

 

Informações adicionais

Dooney

 

 

 

Chakras

 

Eu não sou nenhuma perita em chakras, mas tenho alguma experiência em trabalhar os chakras das pessoas. O que eu sei é que os nossos chakras são a maneira como nós literalmente nos ligamos aos nossos corpos físicos. São a interface entre o nosso espírito e o nosso corpo. Cada chakra tem uma tarefa específica:

 

* Os chakras dos pés ajudam-nos a manter-nos ligados à Terra

* Os chakras das mãos são para fazer tratamentos

* O primeiro chakra (cóccix) é do instinto de sobrevivência

* O segundo chakra (umbigo) é da nossa energia criativa e sexual (reprodutiva)

* O terceiro chakra (plexo solar) é o nosso centro de poder/força

* O quarto chakra (coração) é o nosso centro do Amor

* O quinto chakra (garganta) é a nossa voz e capacidade para comunicar

* O sexto chakra (terceiro olho, no meio e um pouco acima do nível das sobrancelhas) é a nossa intuição, centro psíquico

* O sétimo chakra (coroa da cabeça) é o nosso conhecimento e consciência

 

Há mais chakras fora do espaço físico do nosso corpo, incluindo um chakra um palmo acima e outro um palmo abaixo do nosso corpo. Já trabalhei com estes mas não estou tão familiarizada com eles como com os chakras do corpo. Podes fazer uma pesquisa na internet sobre a palavra “chakra” e encontrar uma tonelada de informações.

 

O que é importante saber sobre os chakras é que eles precisam tanto da nossa respiração como da nossa atenção para florescerem. Respirar alimenta os chakras, tal como a gasolina possibilita ao carro o movimento. A respiração ioga – com inspirações profundas e lentas que enchem o teu diafragma e pulmões – é a melhor maneira de pôr os teus chakras “a carburar”. Há muitas disciplinas de meditação que usam respiração ioga por causa disso.

 

Focar a atenção nos teus chakras quando respiras é uma boa maneira de os energizar. Como se costuma dizer, a energia segue a atenção. Quanto mais atenção prestares aos teus chakras, mais energia eles terão. Isto pode ser feito de maneira tão simples como simplesmente pensar em cada chakra enquanto inspiras e expiras profundamente. Faz isso, um chakra de cada vez. Visualiza o chakra a rodar. Eu normalmente vejo-os a rodar no sentido do ponteiro do relógio, na perspectiva de quem olha de dentro do corpo para fora. Vê a cor – cada um dos chakras tem a sua respectiva cor:

 

Primeiro: Encarnado

Segundo: Laranja

Terceiro: Amarelo

Quarto: Verde

Quinto: Azul (azul claro)

Sexto: Índigo (azul escuro)

Sétimo: Violeta

 

Se fores sensível à energia, é possível que tenhas a sensação de alguma coisa a rodar ou a latejar no sítio do chakra, quando te concentras nele. Se não conseguires sentir o chakra, não te preocupes! A tua atenção é tudo o que é preciso e os teus chakras vão beneficiar bastante!

 

Normalmente devias fazer este exercício de manutenção uma vez por dia. Também podes fazer o Exercício do Triângulo, que é outra maneira de focar energia nos teus chakras.

 

 

Quando estou a fazer sessões de treino dou sempre pelas pessoas precisarem que os seus chakras sejam trabalhados. Normalmente o que acontece é que os chakras estão fechados – por outras palavras, eu não sinto nenhum movimento nem cor a vir do chakra. Nalguns casos, tenho encontrado barreiras construídas à volta de um chakra. Uma vez parecia uma casca, como se fosse de ovo mas muito mais forte, e eu tive de partir essa cobertura. Várias vezes senti tiras de aço à volta de um chakra. Já houve várias pessoas com uma placa gigante de aço a cobrir o sexto chakra, como se fosse uma tampa de esgoto, que teve de ser arrancada “à bruta”. Recentemente tenho encontrado pequenas entidades que tive de remover dos chakras de muitas pessoas. E claro, os chakras das pessoas são normalmente onde se encontram os cordões de energia de outras pessoas [cordões negativos, que sugam a energia e destabilizam].

 

Os nossos chakras são, de certa maneira, pontos vulneráveis do nosso espaço etérico. São incrivelmente fortes se estiverem bem afinados, mas se forem esquecidos podem tornar-se em pontos fracos. Quando faço trabalho em chakras uso o método Quantum Touch (http://www.quantumtouch.com) para enviar energia para o chakra. Uso o mesmo método independentemente do que encontro e deixo a energia fazer o tratamento. O Eu Superior da pessoa que está a receber o tratamento sabe o que fazer com essa energia e nós raramente temos de ser específicos com o direccionar da energia. Se encontro uma entidade num chakra mando-a embora, usando a energia do Amor para entregar essa mensagem.

 

Tal como com o envio de Energia Positiva, os tratamentos com energia devem ser baseados no Amor. Pode ser difícil quando encontras uma pessoa que está espiritualmente a morrer e com necessidade de uma “transfusão”, mas qualquer energia que lhe envies vai ajudar. Na maior parte das vezes eu simplesmente ajudo os chakras das pessoas a começar a funcionar e depois eles continuam o processo em auto-tratamento. O que eu faço é imaginar que tenho o chakra dentro das minhas mãos (que formam uma concha), e depois envio energia para ele. Normalmente sinto-o a começar a acordar e a rodar, e nessa altura consigo descortinar se há uma entidade ou cordão de energia que precisa de ser retirado.

 

Claro que nunca faço este trabalho sem autorização, e por vezes não sou autorizada a remover cordões de energia. Se o caso é esse, dou instruções à pessoa como fazê-lo ela própria. O mais importante é ver/imaginar o chakra a trabalhar perfeitamente. A tua visualização de um chakra a 100% vai ajudar a energia do chakra a chegar a esse ponto.

 

Tal como com qualquer trabalho de energia, a tua imaginação é o mais importante.

 

Tenho combinado o meu interesse em vórtices com o tratamento de chakras. Na verdade, eu vejo chakras como vórtices que rodam no sentido dos ponteiros do relógio, como se tu estivesses no teu corpo e a olhar para fora (bem, esperemos que estejas sempre no teu corpo). Por isso, se puderes, imagina a forma de um funil, com a abertura maior para fora e o pequeno buraco para dentro, ligado à energia do tubo que é a tua espinha.

 

Usa o método de tratamento energético que funcione melhor, para que consigas pôr o chakra a rodar, e imagina o chakra com a cor apropriada. A coisa mais recente que tenho feito é ressoar o Vórtice do Criador à volta do corpo com um chakra específico, fazendo o Vórtice do Criador ter a mesma cor que o chakra que estou a tratar. De qualquer das maneiras, parece ajudar o chakra que estou a tratar quando faço este ressoar com o Vórtice do Criador, portanto é mais uma ferramenta com que posso ajudar as pessoas.

 

 

 

Tratamento à Distância

 

O tratamento à distância é apenas outra maneira de enviar Energia Positiva que basicamente é o envio de energia a um alvo específico. A diferença é que quando tu fazes um tratamento estás a entrar no espaço etérico dessa pessoa, estando também a enviar energia com um resultado específico em mente. Por esta razão é vital que peças autorização antes de fazer um tratamento. Primeiro, pergunta à pessoa que estás a tratar. Se a resposta for sim, pergunta ao Eu Superior dessa pessoa. Se a resposta for outra vez sim, pergunta ao teu Eu Superior. Se o teu Eu Superior disser que sim, faz o tratamento. Se nalgum ponto te responderem com um não, não faças o tratamento.

 

 

 

O Teu Eu Superior

 

Saber comunicar com o teu Eu Superior faz parte de saber fazer tratamentos. O teu Eu Superior faz parte de ti. É a parte de ti que está mais consciente, mais ligada à Terra, ao mundo etérico. O teu Eu Superior é como um avião que voa bem alto por cima de ti, capaz de ver muito mais além do que tu vez. Já ouviste falar da Criança Interior certo? O teu Eu Superior é o outro terço do triunvirato que te inclui a ti, a tua Criança Interior, e o teu Eu Superior.

 

Mais uma vez, estar Ligado à Terra é uma parte importante para conseguires comunicar com o teu Eu Superior. Quando tens aquelas situações estranhas, aqueles nós no estômago, ou aquele pensamento inspirado que simplesmente aparece do nada, isso é o teu Eu Superior a falar contigo. Cultiva a habilidade de lhe fazer perguntas e obter respostas através de manteres o teu espaço limpo, de fazer perguntas ao teu Eu Superior e tentar ouvir as respostas.

 

 

 

Como é que se faz um tratamento?

 

Se já leste os procedimentos básicos para enviar Energia Positiva ou se já enviaste Energia Positiva de outra maneira, então é porque, mais ou menos, já sabes fazê-lo. O truque agora é direccionar essa Energia Positiva mais conscientemente. Lê o seguinte sobre Quantum Touch para saberes mais sobre como eu uso energia para tratar as pessoas.

 

 

 

O que é o Quantum Touch?

 

O Quantum Touch é uma maneira de usar energia para elevar a vibração das células do corpo e para promover o tratamento deste. Eu prendi esta técnica com o livro de Richard Gordon chamado “Quantum Touch, The Power to Heal”. Podes encomendar este livro no site do Quantum Touch http://www.quantumtouch.com

 

Este foi um daqueles casos onde eu ouvi falar de uma técnica mas não tinha a certeza se era mais uma charlatanice New Age. Por isso encomendei o livro, li-o e experimentei a técnica. Para meu espanto, funcionou. Quantum Touch é basicamente um tipo de tratamento em que se põe as mãos na parte do corpo que se quer tratar, mas eu descobri que funciona igualmente bem à distância. Porque a maior parte das pessoas em que trabalho não vive perto de mim, a maior parte do meu trabalho é feito à distância. As únicas vezes que fiz este tratamento directamente foram no meu marido e nos meus cães.

 

Quer o faças pessoalmente ou à distância, é basicamente uma maneira de puxar energia da Terra, movê-la através do teu corpo até ao topo da cabeça, e depois passá-la através dos teus braços até às tuas mãos. Se eu estou a fazer um tratamento remoto, eu simplesmente imagino o meu alvo como estando dentro da concha formada pelas minhas mãos. Se o estou a fazer em pessoa, coloco as minhas mãos no local do ferimento ou doença.

 

 

 

Respiração:

 

A parte mais importante desta técnica é a respiração. Respirar combina muito bem com o fluir da energia, quer seja para um tratamento, Envio de Energia Positiva ou Ligação à Terra. Respirar tem tantos benefícios fisiológicos e etéricos que é impossível listá-los todos aqui. Respirar oxigena o teu cérebro e todas as tuas células, concentra a tua atenção, e aumenta a tua fornalha etérica ao energizar os teus chakras. Nós somos seres etéricos e respirar liga os nossos motores.

 

Inspira fundo e lentamente, começando com a tua barriga, puxando-a mesmo para fora, depois enchendo os teus pulmões e expandindo o teu peito tanto quanto possível. A técnica Quantum Touch usa diversos tipos de respiração, a mais comum sendo inspirar numa contagem de 4 e expirar numa contagem de 4 também.

 

 

 

Concentrar a Energia:

 

A outra parte desta técnica é concentrar a energia nas tuas mãos. É fácil sentir a energia das tuas mãos quando as pões um pouco à distância uma da outra, como se estivesses a segurar numa bola invisível. Aproxima e afasta as tuas mãos para sentires a energia a mover-se entre elas. O livro vai ensinar-te vários métodos em como podes usar as tuas mãos para direccionar esta energia para o tratamento.

 

Há muito mais coisas a aprender sobre o Quantum Touch e eu recomendo que comprem o livro e o DVD. O DVD permite ver esta técnica a ser feita num seminário e pode ser útil para conseguires apanhar o jeito de como deve ser a posição correcta das mãos. Como com tudo, deves usar o teu discernimento para decidir se esta técnica é para ti ou não. Não ajas de boa-fé nem acredites cegamente naquilo que te digo – arranja o livro e experimenta por ti próprio.

 

 

 

Integridade Etérica

 

Eu aprendi esta expressão com o Don Croft, e há vários lados desta expressão. O mais importante, acho eu, é seres responsável pelos teus próprios pensamentos, as tuas próprias conclusões, e o teu próprio trabalho etérico. É muito fácil ir atrás de um guru que te diz o que pensar, como meditar e que livros ler. Mas isso quer dizer que estás a dar o teu poder a outra pessoa. Precisas de adquirir informação, digeri-la, fazer as tuas experiências e decidir por ti próprio o que é melhor para ti. Isso inclui o que estás aqui a ler.

 

A informação que eu dou é o que tem resultado comigo mas tu podes ter uma experiência diferente. Eu tenho tomado os mesmos passos em relação às informações que o Don e outros me oferecem. Eu acredito que o Don nunca iria querer ser olhado como um Guru, como eu também não gostaria.

 

A integridade etérica também quer dizer que arranjas o tempo e energia necessários para limpar o teu espaço, mantê-lo limpo, e controlas a sua energia. Toda a gente que lê isto com certeza já deu de caras com pessoas com a energia tão fora de controlo que a entornam por todos com que se cruzam. Também com certeza já tiveram a experiência de conhecer vampiros energéticos, aquelas pessoas que sugam a energia de uma sala assim que entram nela. Estes podem ser barulhentos e falar sem parar, ou daqueles vampiros carentes e silenciosos. Já sentiram a adrenalina de passar ao pé de alguém cuja raiva é palpável, já sentiram a energia de um condutor maluco a mandá-los para “aquela parte”. Já sentiram a experiência debilitante que é falar com alguém que simplesmente tem de lhes contar tudo o que há de errado com a vida dele.

 

Fazer exercícios de Ligação à Terra é a primeira linha de defesa para manter as pessoas afastadas do teu espaço etérico. Leva tempo e atenção para manter o teu espaço limpo por isso é necessária alguma dedicação para que ter integridade etérica. Há muitas maneiras de fazer Ligação à Terra e tu só tens que encontrar a que resulta melhor contigo. Quando estás ligado à Terra é muito mais difícil ser um vampiro energético e muito mais difícil tomar decisões auto-destrutivas.

 

Integridade etérica significa livrares-te de hábitos e relacionamentos que são destrutivos para ti. O alcoolismo e o vício na droga estão no topo desta lista, pois deixam-te etéricamente aberto a predadores de energia. Essas substâncias abrem o teu sétimo chakra, por onde a informação etérica entra e sai do teu espaço. Mas também criam buracos na tua aura, que é o campo energético com sete camadas que existe à volta do corpo. Se a tua aura está mal, é muito mais fácil a outros de atacar os teus chakras, colocando lá cordões de energia e entidades.

 

Relações com pessoas e gurus que roubam energia precisam de ser revistas. Eu já tive a experiência pessoal de mandar um guru “ir dar uma volta” porque ele “tinha-nos na mão” a mim e ao meu marido por termos feito as suas meditações especiais – por assim dizer, éramos “dele”. Levou um ano de guerra etérica para o tirarmos completamente do nosso espaço. Cônjugues e membros da família que sugam a tua energia devem ser mantidos à distância. Às vezes isso significa grandes mudanças na vida, por isso não te entregues a isto de ânimo leve. De certa maneira tu já sabes o que deves fazer. A parte mais difícil é dizê-lo em voz alta e seguir isso com acções.

 

Como psíquico, integridade etérica quer dizer não ir a sítios onde não tens autorização. Antes de eu trabalhar os chakras de uma pessoa peço-lhe autorização, ainda que já me tenham pago eu pergunto sempre. Antes de fazer um tratamento, peço autorização ao meu Eu Superior assim como ao Eu Superior da pessoa que estou a trabalhar. Se eu receber um não como resposta a qualquer uma destas perguntas então não faço o tratamento, embora a pessoa me tivesse dado autorização.

 

Às vezes é suposto que eu deixe a pessoa tratar-se a ela própria. Eu posso mostrar-lhe o caminho mas não me é permitido fazer o tratamento. Se faço um tratamento sem permissão, o mais provável é que vá integrar a energia dessa pessoa. Isto acontece às vezes quando se cortam cordões de energia. Aconteceu várias vezes eu cortar cordões de energia sem permissão e tive que lidar com as consequências de ter de levar com essa energia. Foi muito desagradável e aprendi a minha lição.

 

Outra parte disto é a questão de dar uma espreitadela psíquica em outras pessoas. Não é ético para mim se eu simplesmente for espreitar alguém só porque outra pessoa me pediu. Espreitar agentes da MI6, CIA, FBI, NSA e esses nojentos jesuítas não tem problema nenhum porque faz parte da autodefesa. Dares uma espreitadela no teu vizinho porque pensas que ele é mau não está correcto. Se não tens a certeza sobre alguém o melhor é enviar Energia Positiva. Enviar Energia Positiva é completamente ético porque tu só estás a enviar energia do Amor. Não estás a direccionar a energia, nem estás a entrar no espaço de ninguém e não estás à espera de nenhum resultado em especial. Enviar Energia Positiva é como sorrir para alguém, dar um abraço ou uma saudação amigável. É o nosso direito de nascença enviar Amor dos nossos corações.

 

Os meus agradecimentos ao Don e à Carol Croft por me ajudarem a clarificar estas questões durante os anos que tenho feito parte do movimento da orgonite.

 

 

 

Pedir Autorização

 

Fazer gifting e enviar Energia Positiva são maneiras não intrusivas de enviar energia porque tu não estás a entrar no espaço etérico de ninguém. Tratar alguém fisicamente, por outro lado, já implica que vais entrar no espaço dele e vais fazer mudanças ao seu campo energético. É isto que precisa de autorização. É um pouco como a diferença entre acenar adeus a alguém ou dar-lhes um abraço e um beijo.

 

Há o caso de pessoas que estão inconscientes, das quais tu não vais conseguir autorização verbal. Num caso desses, pede primeiro ao teu próprio Eu Superior e depois ao Eu Superior da pessoa, e se receberes um sim em ambos os casos, estás livre para proceder ao tratamento.

 

E que tal tratar alguém que está consciente, mas ainda assim da qual é impossível receber autorização, por exemplo alguém que não conheces mas queres ajudar? Isto é uma zona manhosa porque tu não tens a autoridade para interferir e pode revelar-se uma experiência difícil. Como curandeiro tu naturalmente queres ajudar toda a gente que puderes, mas às vezes tens que deixar essa pessoa ir no caminho dela. Numa situação destas, enviar Energia Positiva é o melhor a fazer. Envia a essa pessoa e ao Eu Superior dela alguma energia do Amor e isso irá com certeza ajudá-los.

 

 

 

A Orgonite e a Integridade Etérica

 

Eu comecei a fazer orgonite e gifting em Abril de 2004. Notei logo algumas coisas. Primeiro que a orgonite “falava” comigo. Dizia-me onde queria ser posta e quantas peças eram precisas. Eu apercebia-me do seu “falar” através de pensamentos e imagens que vinham à minha consciência.

 

Segundo, livrei-me de ligações que comprometessem a minha integridade etérica. Parei de simplesmente confiar em informação de outras pessoas para começar a formar as minhas opiniões e comecei a confiar na minha lógica e intuição. Cheguei à conclusão de que muitas das coisas em que acreditava eram ridículas. Apercebi-me de quanto do meu poder tinha sido simplesmente dado de presente aos vários gurus que eu pensei saberem mais do que eu.

 

Resumindo, comecei a confiar em mim própria como sendo capaz de pensar e intuir o suficiente para me guiar pela vida. Eu atribuo muita desta transformação à orgonite. Eu nunca fui muito de usar cristais antes disto e agora acho-os uma energia simples e elegante – limpa da energia controladora e fraudulenta do movimento New Age. Nunca encontrei entidade mais amigável, honesta, leal e capaz de amar do que um cristal, excepto talvez os cetáceos.

 

Um cristal numa matriz de orgonite é ainda mais maravilhoso. Esta é uma energia que está pronta a trabalhar para o melhoramento do planeta e dos seres humanos que cá vivem. A orgonite ajudou-me também a tornar-me numa psíquica melhor. Eu confio na minha imaginação e intuição mais do que alguma vez o fiz.

 

Se realmente queres viver a integridade etérica, arranja alguns cristais e põe-os a trabalhar com orgonite.

 

 

 

Equilíbrio Etérico e Físico

 

Eu queria dizer umas palavras sobre a ligação entre o mundo etérico e o mundo físico tridimensional. Na minha experiência, o trabalho etérico é essencial, assim como o trabalho físico o é.

 

Enviar Energia Positiva e fazer gifting combinam maravilhosamente. Se tu passares muito tempo a enviar Energia Positiva e não fizeres gifting nenhum isso é como pôr gasolina no seu carro e não virar a chave para ligar o motor. Se fazes muito gifting mas nunca chega a fazer trabalho etérico, o mais provável será acabares por não te conseguir defender muito bem dos ataques etéricos e seres depois considerado presa fácil.

 

Muitas das pessoas com as quais já enviei Energia Positiva passaram por este fenómeno: Fazem uma grande viagem de gifting, “revertendo” muito alvos, e no final são fisicamente atacados como retaliação. O que faz a maior parte das pessoas nesta situação? Arranjam ajuda a nível etérico para se defenderem do ataque e depois vão fazer mais gifting! O que os maléficos nunca percebem é que quanto mais fortemente nos atacam, mais fortemente vamos lutar. Ainda tenho de conhecer o guerreiro etérico que é atacado e diz “isto é demais, desisto!”

 

Eu acredito que é necessário fazer esta batalha nos dois níveis: etérico e físico. As palavras devem ser sempre apoiadas com acção, assim como o trabalho etérico deve ser apoiado com gifting. O gifting também serve de confirmação física de que a orgonite funciona. Uma vez que tu vejas como a orgonite funciona e confies nela fica mais fácil de confiar nos acontecimentos etéricos.